Nacional Titulo Recém-nascidos
PF prende português em São Paulo por tráfico internacional de bebês
Por
04/12/2023 | 14:40
Compartilhar notícia
FOTO: DIvulgação/PF


A Polícia Federal prendeu na manhã desta segunda-feira, 4, um homem investigado por suposto tráfico internacional de bebês. Ele é português e, segundo o inquérito, chegou a levar uma recém-nascida para seu país. O suspeito foi capturado durante a Operação Deverra. O esquema de tráfico internacional de bebês recém-nascidos operava na rota Valinhos, interior paulista, a Portugal.

Agentes cumpriram ainda quatro mandados de busca pessoal e uma ordem de busca e apreensão. O português foi preso em caráter preventivo. As diligências são realizadas nas cidades de Valinhos e Itatiba.

O inquérito que culminou na Operação Deverra foi aberto no último dia 30 a partir de informação repassada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo no sentido de que um bebê recém-nascido em Valinhos, que ainda está em hospital, havia sido abandonado pela mãe e foi registrado como filho de um português.

Os investigadores observaram que, em menos de um mês, o mesmo homem havia registrado outra recém-nascida no mesmo hospital como sua filha.

Segundo a PF, tais registros de paternidade se deram por uso de documentos falsos perante diferentes varas da Justiça de São Paulo. Os procedimentos ainda eram acompanhados de guarda unilateral dos bebês, o que permitiria ao português sair do país com os bebês sem anuência da mãe.

Os sistemas da PF identificaram quatro viagens feitas pelo investigado entre Brasil e Portugal, em 2015, 2021 e 2023. Neste ano, foram duas viagens, sendo que, da última vez em que deixou o Brasil, em 24 de outubro, o português levou uma recém-nascida para seu país natal. Agora, retornou sem a bebê. A PF suspeita que ele teria vindo buscar o outro bebê, que está no hospital.

A ofensiva da PF se debruça sobre supostos crimes de tráfico internacional de crianças, registro falso, promoção de ato destinado ao envio de criança ou adolescente para o exterior com inobservância das formalidades legais ou com o objetivo de obter lucro.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;