Política Titulo Olhar de futuro
Consórcio realiza na quinta seminário sobre governança metropolitana

Entidade organiza fórum de debates junto com a UFABC para discutir grandes temas

Por Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC
04/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Claudinei Plaza/DGABC


O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC realiza na próxima quinta-feira, a partir das 14h, o Seminário Regional sobre Governança Metropolitana. O evento busca resgatar o espírito da entidade de debater os grandes temas das sete cidades.

“A governança metropolitana é imprescindível para construir uma série de políticas públicas, como mobilidade urbana, saneamento básico, resíduos sólidos, drenagem, entre outras. O Grande ABC está inserido na Região Metropolitana de São Paulo e os seus municípios sozinhos não conseguem enfrentar todos os desafios, por isso a integração é fundamental para discutir, planejar e executar políticas públicas voltadas para a nossa população”, avaliou o secretário executivo do Consórcio, Mário Reali (PT).

A atividade de quinta-feira será realizada juntamente com a UFABC (Universidade Federal do ABC). Na abertura do encontro, o presidente do Consórcio Intermunicipal e prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), e Reali vão destacar os benefícios da cooperação dos entes da Federação para um melhor planejamento e gestão de serviços comuns nas regiões metropolitanas.

A programação conta com cinco painéis temáticos: ‘A construção da governança metropolitana em São Paulo’, ministrada pelo subsecretário estadual de Desenvolvimento Urbano, José Police Neto; ‘Histórico das Regiões Metropolitanas e desafios’, por Barbara Marguti, pesquisadora do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada); ‘Os desafios dos Planos Metropolitanos’, por Jeroen Klink, professor titular da UFABC; ‘A experiência do PDUI na Região Metropolitana de Maceió’, e ‘A visão do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo’, por Carlos Eduardo Siqueira Abrão, diretor de Programas e Projetos da entidade.

O fortalecimento do Consórcio enquanto entidade regional vem justamente no momento em que o governo federal tem privilegiado as discussões com municípios consorciados para encaminhamento de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Na reedição do projeto federal, o colegiado de prefeitos solicitou repasse de R$ 217,2 milhões da União para projetos de mobilidade urbana nas cidades.

Foram 17 projetos para o desenvolvimento de estudos de tráfego, estudos de alternativas, projetos funcional, básico e executivo em todas as cidades consorciadas – ficam fora São Bernardo e São Caetano, que deixaram o Consórcio. Os pedidos tiveram como base o Plano de Mobilidade Regional do Grande ABC, que foi elaborado em 2013 e atualizado agora pelo GT (Grupo de Trabalho) Mobilidade Urbana.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;