Economia Titulo Durante compras
Discriminação é tema de pesquisa feita pelo Procon

Estudo mostra que quatro em cada 10 pessoas tiveram percepção de algum tipo de preconceito durante atos de consumo

Por Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC
03/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Celso Luiz/DGABC


Quatro em cada dez pessoas já tiveram percepção de terem sido discriminadas de alguma forma durante um ato de consumo. O dado é apontado por pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP. No estudo, com 748 pessoas, 37,03% (277) dos entrevistados relataram alguma situação.

Dentre as que afirmaram ter percebido alguma atitude discriminatória, a maior parte declarou ter sido pela sua condição financeira – 102 pessoas ou 36,82%; por causa da raça/cor – 94 pessoas ou 33,94% e 8,66% – 24 pessoas – por serem mulheres. As causas apontadas são as mesmas da edição dessa mesma consulta, realizada em fevereiro desse ano.

Em relação à cor, a pesquisa aponta que a maioria dos respondentes que alegaram discriminação, a soma de quem se declara preto ou pardo (54,15%) é a maioria (150 pessoas); da cor branca (119 dos 277 discriminados), o que representa 42,96%, seguidos pela amarela 1,81% (cinco) e indígena 1,08% (três).

OUTROS DADOS

Aos que responderam terem sofrido discriminação foi perguntado se, na sua percepção, a discriminação teria sido direta/ostensiva ou sutil/camuflada. A grande maioria, 71,84% (199) considerou que foi camuflada. E quanto ao local em que o fato ocorreu, destacam-se: loja (de roupas, calçados, eletroeletrônicos, entre outras) com 23,47%; estabelecimentos financeiros (bancos, financeiras, seguradoras e similares) com 15,16% e mercados, 10,47%.

Em relação a qual atitude tomaram para reparar a discriminação, 42,60% (118) responderam não ter tomado nenhuma atitude; 36,82% (102) exigiram respeito aos seus direitos; 13,36% (37) notificaram a ouvidoria da empresa e, 7,22% (20) denunciaram às autoridades competentes.

Das 20 pessoas que declararam ter denunciado a discriminação às autoridades competentes, sete recorreram ao Procon-SP e oito a uma delegacia de polícia.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;