Setecidades Titulo Memória
O Azulão resiste. Pela fibra da Bengala Azul. Uma torcida diferente. Que zela pela história. E dá exemplo...

No 34º aniversário da Associação Desportiva São Caetano, torcedores históricos passam por cima da crise construindo história e memória

Por Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC
04/12/2023 | 08:00
Compartilhar notícia


Num dia quatro de dezembro aconteceu

Aquele fato que marcou a nossa história

Foi nessa data que pujante ele nasceu

Um clube já predestinado para a glória

Hino Oficial da Associação Desportiva São Caetano, o Azulão. Autor: Carlos Roberto De Jesus Polastro

E porque hoje é 4 de dezembro, saudemos o Azulão, fundado nesta data, em 1989, com o nome de União Jabaquara.

O Azulão já foi grande, conquistou as Américas. Hoje patina. Nem de longe lembra o que foi. Mas tem um patrimônio que poucos clubes tem: a história documentada.

Estão vendo este senhor magrinho da foto? Chama-se Agostinho Folco. Vai completar 90 anos em 3 de maio de 2024. É o criador, zelador e administrador do Memorial Bengala Azul.

Sr. Agostinho está abrindo a porta do memorial, sob uma das arquibancadas do Estádio Anacleto Campanella. É como se fosse uma filial do Museu do Futebol, o do Estádio do Pacaembu, também montado sob arquibancadas.

Ingressar neste espaço é viajar pela história não só da Bengala Azul como do próprio Azulão, com suas fotografias, estandartes, camisas, bolas de grandes conquistas arrebatadas ao final de partidas memoráveis.

Há muito a se ver. E como a Bengala Azul vai celebrar os 34 do Azulão em 10 de dezembro, até lá “Memória” se propõe a focalizar um pouco desta história, em companhia do memorialista Luiz Romano. Venham conosco.

 

Crédito das fotos 1 e 2 – Projeto Memória (foto e reprodução)

O NOSSO MUSEU DO FUTEBOL. Agostinho Folco vai nos mostrar o Memorial Bengala Azul: história viva de um clube que sobrevive das suas conquistas e homenageia o patrono Luiz Tortorello

DIARIO HÁ 30 ANOS

Sábado, 4 de dezembro de 1993 – ano 36, edição 8561

MANCHETE – CPI do Orçamento investigava a filha de Sarney, Roseane Sarney.

CULTURA & LAZER – Show de Paul MacCartney já reunia quarentões.

NOTA – Era 1993. Trinta anos depois, eis Paul de volta ao Brasil neste 2023... E o Banco de Dados do Diário reúne imagens inéditas feitas em 1993 pelo repórter Leonardo Colosso.

Crédito da foto 3 – Leonardo Colosso/Banco de Dados

EX-BEATLE. Paul (com a mulher Linda) antes do show no Pacaembu: “mesmo se os Beatles voltassem, aquela magia é algo que jamais existirá” 

COMPORTAMENTO – Escritor Antonio Possidonio propunha o nome de “Parque dos Amores” para o Parque Duque de Caxias, em Santo André. Um abraço simbólico é organizado em torno do logradouro.

NOTA DA MEMÓRIA – A ideia não vingou. E o Duque de Caxias, ex-Chácara da GE, ex-Chácara São Luiz, que já se chamou Chácara Beliche, hoje leva o nome de Celso Daniel. E no futuro, qual será o seu nome?

EM 4 DE DEZEMBRO DE...

1903 – Professora Rosa Nóbrega de Almeida, de Ribeirão Pires, realizava exame médico na Inspetoria Geral do Ensino, com vistas à sua aposentadoria.

1908 – Sociólogo Enrico (Henrique) Ferri se despedia. De São Paulo a Santos e o retorno à Itália, com a promessa de enviar crônicas mensais ao Estadão.

1916 – Criado o Distrito de Paz de São Caetano, pertencente ao Município de São Bernardo.

HOJE

Dia do Orientador Educacional

Dia do Perito Criminal Oficial

Dia do Podólogo

Dia Mundial da Propaganda

De um anúncio no Diário em 1993: “Grande Otelo e Oscarito; O Gordo e o Magro, Romeu e Julieta, Octopus e Propaganda. Um não vive sem o outro. 4 de dezembro, Dia Mundial da Propaganda”.

MUNICIPIOS BRASILEIROS

No Estado de São Paulo, hoje é o aniversário de Conchas, Santa Bárbara D’Oeste e Xavantes.

E mais: Anita Garibaldi (SC), Independência (CE), Pirpirituba (PB) e Terra Rica.

Santa Bárbara

4 de dezembro

Virgem mártir. Viveu no século III. Advogada dos arquitetos, pedreiros, prisioneiros e bombeiros. Protetora contra raios, trovões, tempestades e mortes repentinas.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;