Internacional Titulo
Hamas diz que bebê de 10 meses sequestrado em Israel foi morto em bombardeio
Por
29/11/2023 | 17:19
Compartilhar notícia


O grupo terrorista Hamas afirmou nesta quarta-feira, 29, que Kfir Bibas, um bebê de dez meses que foi sequestrado no dia 7 de outubro, morreu em um bombardeio das Forças de Defesa de Israel (FDI). Segundo o grupo terrorista, Ariel, de 4 anos, irmão de Kfir, e sua mãe, Shiri, também morreram. O grupo não ofereceu provas da alegação. O Exército israelense indicou em um comunicado que está verificando a veracidade da informação" e que seus representantes estão em contato com a família Bibas.

"A responsabilidade pela segurança de todos os reféns na Faixa de Gaza cabe ao Hamas, que põe em perigo a vida de todos os reféns, entre os quais há nove crianças", acrescentou o Exército em comunicado.

Esta não é a primeira vez que grupos terroristas no enclave palestino anunciam a morte de reféns israelenses. A Jihad Islâmica, movimento terrorista aliado do Hamas na Faixa de Gaza, reportou a morte de Hanna Katzir, uma refém de 76 anos, no entanto, a mulher foi libertada em 24 de novembro, primeiro dia da trégua entre o Hamas e Israel.

As imagens do sequestro da família Bibas - o pai, a mãe e os dois filhos - no kibutz de Nir Oz se tornaram um dos símbolos da violência do 7 de outubro em Israel. A mãe, Shiri, aparece com o semblante perturbado e carregando seus dois filhos, Kfir, na época com 9 meses, e Ariel, de 4 anos, enrolados em um cobertor.

Quase ao mesmo tempo, homens armados do Hamas levaram o pai, Yarden, com a cabeça ensanguentada, em direção a Gaza.

O porta-voz do exército israelense, Daniel Hagari, indicou recentemente que os quatro foram sequestrados por um outro grupo palestino - que não é o Hamas.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;