Setecidades Titulo Memória
Uma pauta de 36 anos. A senzala no Paço. A Lourdes do Carlos Gomes. A Banda dos Dois Pretinhos. Dona Elizabeth e seus 500 afilhados...

As cinco matérias do centenário da abolição da escravatura, que Memória publicou em 1988, vêm sendo desdobradas até hoje

Por Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC
21/11/2023 | 08:00
Compartilhar notícia


“Mas, meu canto bonito, nem dor nem corrente jamais abafou. Pois, ser livre eu queria, meu Deus, és a força de quem confiou” (canto litúrgico).

Primeiro, uma dica: ontem ensaiamos uma biografia sobre o estudo da presença do negro e sua resistência no Grande ABC; faltou dizer como consultar a série de cinco colunas aqui em Memória.

A resposta está nas casas de memória do Grande ABC. E na Biblioteca Digital da Prefeitura de Santo André, acionando o blog da Prefeitura – o www.santoandre.sp.gov.br

Neste caso, é só procurar o link “Biblioteca Digital” digitalizar os títulos das matérias, a saber:

1 - Imigrante ofusca a presença do negro: 13-5-1988.

2 - Venda de escravos foi comum na região: 14-5-1988.

3 - Preconceito resiste. Mas no futebol: 15-5-1988. Aqui está a Banda dos Dois Pretinhos.

4 - O negro e o Carnaval: 17-5-1988. Conheçam aqui a Lourdes que animava os bailes do Cine-Teatro Carlos Gomes, em Santo André.

5 - Dona Elizabeth e seus 500 afilhados: 18-5-1988. E a localização de uma senzala no vale hoje ocupado pelo Paço de São Bernardo.

A MADRINHA

A íntegra da história de dona Elizabeth Bechelli Sabatini pode ser ouvida em fita digitalizada no Centro de Memória de São Bernardo. Ela é contada pelo filho, Alfredinho Sabatini, que entrevistamos em 1988.

Há um trecho que comove: quando dona Elizabeth morreu, seu caixão foi cercado pelos afilhados, a grande maioria escravos libertos e suas descendências. “Nossa mãe morreu”, choraram eles.

GRATIDÃO

À equipe da Biblioteca Pública de Santo André, que com muito carinho joga na Internet as páginas Memória do nosso dia a dia.

Crédito da coluna 1 – Biblioteca Digital de Santo André

DOCUMENTO. Olha, que eu vim lá de longe, perdendo raízes, enchendo porões. Olha, cruzei tantos mares, pisei novas terras, sofrendo grilhões (do canto litúrgico cantado em 1988) 

DIARIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 21 de novembro de 1993 – ano 36, edição 8550

MANCHETE – Mais um parlamentar naufraga na CPI do Congresso.

Manoel Moreira (PMDB-SP) não soube explicar os US$ 3,2 milhões depositados em sua conta bancária.

SÃO CAETANO – A cidade construía uma sede para a AD São Caetano, o futuro Azulão.

O ex-prefeito Luiz Tortorello, então presidente do São Caetano (o time), cedia a obra ao clube em regime de comodato por um prazo de 15 anos.

Reportagem: Eduardo Luiz Correia.

EM 21 DE NOVEMBRO DE...

1908 - Superintendente geral da Light and Power, W. N. Walmsley, enviava ofício ao presidente da Câmara Municipal de São Bernardo, João Baptista de Oliveira Lima, para tratar da instalação de luz elétrica na vila de São Bernardo. 

Eram solicitadas informações sobre o número de lâmpadas que deveriam ser instaladas na Estação São Bernardo, hoje Santo André. 

Fonte: "Fontes para a história da iluminação pública da cidade de São Paulo, 1899-1917", Eletropaulo

HOJE

Dia Nacional de Homeopatia

Dia Nacional de Compromisso com a Criança, o Adolescente e a Educação

Dia Mundial da Pesca

MUNICÍPIOS BRASILEIROS

No Estado de São Paulo, hoje é o aniversário de Nazaré Paulista. Fundado em 1676 como povoado e elevado a município em 1906, quando se separa de Atibaia.

Pelo Brasil: Boa Viagem (CE), Cachoeirinha (PE), Floriano Peixoto (RS), General Maynard e Pedro Mole (SE) e Mangueirinha (PR). 

Apresentação de Nossa Senhora

21 de novembro

As Sagradas Escrituras nada dizem a respeito da Apresentação da Santíssima Virgem Maria no templo de Jerusalém. 

Esse acontecimento é atestado pela Sagrada Tradição e reconhecido pela Igreja Católica, que o celebra com uma festa mariana singular.

Texto: Canção Nova

Ilustração: Arquidiocese de São Paulo




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;