Editorial Titulo Editorial
Falta de planejamento
Por Da Redação
15/11/2023 | 08:42
Compartilhar notícia


A atuação da Ecovias, concessionária responsável pela administração do SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), que corta o Grande ABC, tem sido alvo de críticas contundentes de usuários por causa de sua inadequada gestão do tráfego durante os períodos de feriados prolongados. A incapacidade da empresa em se planejar adequadamente para lidar com o aumento substancial de veículos nessas ocasiões resulta em congestionamentos diários, provocando um caos para os motoristas. A falta de previsão para a demanda intensa mostra uma clara negligência por parte da companhia, que deveria estar comprometida em proporcionar um serviço eficiente e livre de transtornos.

A insatisfação dos usuários é agravada pelo fato de serem submetidos à maior tarifa de pedágio do Brasil, no valor exorbitante de R$ 35,30. Espera-se que, ao pagar uma quantia significativa, os motoristas possam usufruir de uma infraestrutura rodoviária eficiente e de qualidade. Entretanto, a realidade é que esses altos custos não se traduzem em um serviço condizente com as expectativas. Ora a concessionária alega que os congestionamentos são causados pelas condições climáticas, ora pelo intenso fluxo de veículos. A discrepância entre o preço pago pelos usuários e a qualidade do serviço prestado pela Ecovias é um motivo legítimo de descontentamento e merece uma análise mais detalhada.

A falta de investimento em tecnologias de gestão de tráfego e em estratégias eficazes para lidar com o aumento sazonal de veículos nas rodovias sob sua administração reflete uma gestão deficiente. A inépcia da concessionária em oferecer soluções satisfatórias compromete não apenas a experiência dos motoristas, mas também a economia da região. A operadora precisa reavaliar urgentemente suas práticas e investir em soluções inovadoras para proporcionar um serviço à altura das expectativas dos clientes, que pagam alto preço por viagem que deveria ser eficiente e livre de transtornos. A impressão que se tem é que o único planejamento da Ecovias é como faturar mais com o pedágio.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;