Política Titulo Cena Política
Taxa de Ricardo Nunes preocupa Taka
Da Redação
Do Diário do Grande ABC
09/11/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Seri/DGABC


No auge da crise com a Enel após o apagão em boa parte da Região Metropolitana, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), concedeu entrevista coletiva e cogitou criar uma taxa para bancar o aterramento de fios na Capital. Ele rapidamente tentou corrigir a rota em entrevistas seguintes, dizendo que havia se expressado mal. Porém, essa declaração gerou forte preocupação em Diadema. Tudo porque, na cidade do Grande ABC, Nunes aposta as fichas na candidatura do presidente da SPObras, Taka Yamauchi (MDB), à Prefeitura diademense e, neste ano, Taka encampou atos políticos contra o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT), pela mudança na forma da cobrança da taxa do lixo. O núcleo duro da pré-candidatura de Taka avaliou que o fato de Ricardo Nunes falar de uma taxa para aterrar fios poderia inviabilizar o discurso dele em Diadema. Nunes recuou. Resta saber se o estrago já não foi feito.

Agenda em conjunto

Um dos palestrantes do Smart City Expo World Congress, feira internacional de cidades inteligentes, o prefeito de Santo André, Paulo Serra, foi recepcionado pelo prefeito de Barcelona e anfitrião do evento global, Jaume Collboni. “Conversamos sobre a importância da troca de experiências entre as cidades inteligentes do mundo na melhoria da qualidade do serviço público e da qualidade de vida”, disse o tucano.

Rescaldo – 1

Aliados do deputado federal cassado Marcelo Lima (PSB), de São Bernardo, rapidamente se apressaram para dar as mais diversas justificativas para o grupo político após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por 5 votos a 2, confirmar a perda do mandato do socialista por infidelidade partidária.

Rescaldo – 2

Líder do governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), na Câmara e ex-assessor parlamentar de Marcelo Lima, Ivan Silva (PP) disparou mensagens no WhatsApp dizendo que o aliado é vítima de perseguição política pelo fato de se posicionar como pré-candidato a prefeito da cidade na eleição do ano que vem. “O projeto nosso para a Prefeitura de São Bernardo continua, isso (cassação) não muda nada. Não está sendo cassado por corrupção e, sim, por ter mudado de partido. A decisão do TSE foi totalmente política, não jurídica”, escreveu o vereador.

Rescaldo – 3

Aliás, importante ressaltar: no gabinete de Marcelo Lima havia três parentes de figuras ligadas ao prefeito Orlando Morando: Francisca Fani de Melo Feliciano, mulher de Ivan Silva (com salário de R$ 5.066,68), Cíntia Valéria Orácio Paz, mulher do vereador Gordo da Adega (Republicanos, com salário de R$ 3.658,54) e Gabriel Gavinelli, filho do secretário de Finanças da cidade, José Luiz Gavinelli (com salário de R$ 4.745,18).

Missão

Depois de articular apoios do PSB nas cidades do Grande ABC, em especial em Diadema e Mauá, David Ramalho, assessor especial do deputado estadual Caio França (PSB) iniciou movimento político no Alto Tietê. A missão é também pacificar os diretórios locais e encaminhar os trajetos da sigla nas cidades da região.

Atividade

Ministro da Justiça entre 2011 e 2016, José Eduardo Cardozo estará em Diadema amanhã, no evento que celebrará os 40 anos da Assistência Judiciária da cidade. A atividade contará ainda com as presenças do prefeito José de Filippi Junior; da secretária de Assuntos Jurídicos, Débora Baptista; do coordenador da Assistência Judiciária, Lincoln Ferreira; e do ex-vice-prefeito e secretário de Assuntos Jurídicos à época da criação da Assistência Judiciária, Paulo Afonso Silva.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;