Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano terá unidades da CDHU


Isis Mastromano Correia
Do Diário do Grande ABC

05/02/2008 | 07:09


São Caetano ganhará o primeiro conjunto habitacional financiado pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), do Estado de São Paulo. Serão 100 apartamentos distribuídos em cinco prédios às margens Avenida dos Estados.

O empreendimento é anunciado pelo governo desde 2005 e, se realmente sair do papel, mudará a paisagem no cruzamento das ruas Platina e Berilos, no bairro Prosperidade.

Hoje, o terreno cedido pela Prefeitura para a construção é um espaço sem utilidade. O local, que conta com 15 k² de área, pertencia à Eletropaulo e segundo à empresa, foi vendido à administração ano passado.

Antes da concretização da venda, porém, a empresa chegou a ceder o espaço à Prefeitura. No local, funcionou um centro de equoterapia. Parte dos equipamentos usados na atividade ainda estão no local.

Requisitos - O governo ainda não definiu o preço dos apartamentos e quais serão os requisitos necessários para a compra. Por enquanto, sabe-se apenas que o projeto e a execução da obra, bem como a distribuição das unidades, ficarão a cargo da CDHU.

A companhia informou que aguarda doação das terras por parte da Prefeitura para dar início ao processo de construção. De acordo com a companhia estadual, as moradias seguirão os novos moldes adotados, com melhorias no aquecimento solar e na drenagem, cores diferenciadas, muro divisório entre as casas, revestimento de pisos e azulejos e pé-direito ampliado para 2,60 metros.

Cada apartamento contará com sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço.

Déficit - De acordo com a Prefeitura, o maior déficit habitacional do município é registrado exatamente no bairro Prosperidade. A administração, porém, não soube informar à reportagem os números exatos da falta de moradia na cidade.

A CDHU utiliza os dados de déficit habitacional levantados pela Fundação Seade que não detalha mapas por município.

Em toda a Região Metropolitana de São Paulo, segundo dados da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar), faltam de cerca de 600 mil moradias.

Os apartamentos prometidos pela CDHU não são as primeiras voltadas à população carente em São Caetano. A cidade conta, desde 2004, com o Domus Mea, na Avenida Guido Aliberti, no bairro Mauá.

O habitacional, conhecido pela população como cortiço, abriga 120 famílias. O projeto, feito em parceria com a Caixa Econômica Federal, demorou seis anos para ser concluído. A intenção, agora, é que o convênio com o Estado reduza o tempo de construção.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;