Setecidades Titulo Dicas
Controle da respiração e exercício físico aliviam ansiedade pré-prova

Especialistas dão dicas de como deixar o nervosismo de lado para conseguir se concentrar e ir bem no 17ª Desafio de Redação

Beatriz Mirelle
07/09/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
DGABC


Mãos suando, coração palpitando mais rápido e dificuldade de foco são algumas características que podem atrapalhar o bom desempenho em uma prova. Seja no vestibular ou durante a participação na 17ª edição do Desafio de Redação do Diário, especialistas afirmam que praticar exercícios físicos, aprender a controlar a respiração e conseguir administrar os próprios sentimentos são maneiras de aliviar os sintomas da ansiedade no pré-teste.

Segundo Juliana Pezzute Lopes, psicóloga do Cursinho da Poli, o nervosismo pode ser causado pela autocobrança do aluno ou pressão dos familiares para que ele tenha um bom desempenho. Também pode acontecer com estudantes que “deixam uma ou mais matérias de lado por ter dificuldade e resolvem iniciar o planejamento de estudos próximo das provas”. 

Para driblar a autossabotagem, Juliana indica que o aluno use e abuse da racionalidade na hora do teste. “Ele deve pensar ‘eu estou estudando e me preparando o ano todo e vou conseguir dar o meu melhor’ ou ‘essa sensação de não saber nada não é algo que só eu sinto, todos os candidatos passam por isso em algum nível’. É necessário entender que se não der certo esse ano, existe a possibilidade de tentar ano que vem de novo. Estudar nunca será tempo perdido”, orienta.

O casal de palestrantes Micarla Lins e Giovanni Begossi, especialistas em oratória, afirma que o controle da respiração é a chave para lidar melhor com a tensão muscular que antecede um momento importante. 

"A respiração profunda e lenta é uma técnica simples e eficaz para lidar com o nervosismo. Ela ajuda a acalmar a mente e o corpo, reduzindo a frequência cardíaca. Para praticar, respire lentamente e profundamente, segurando o ar por alguns segundos antes de soltá-lo. Repita este processo algumas vezes", destaca Begossi. Além de corrigir a postura na cadeira, faça o exercício de respiração 10 vezes (respira em cinco segundos, solta em cinco segundos).

Para Micarla, o exercício físico é uma estratégia para liberar endorfina. "São hormônios que ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade. A prática esportiva pode manter o corpo ocupado mentalmente". A especialista reforça que é importante “soltar” o nervosismo. "Falar ou escrever sobre sentimentos e preocupações pode ajudar a liberar a ansiedade e a mantê-la sob controle. Fale com amigos ou familiares confiáveis ou escreva em um diário", complementa.

Juliana Pezzute Lopes, psicóloga do Cursinho da Poli, aconselha que é bom recorrer a estímulos externos para evitar esquecimentos durante a prova. “Tome um pouco de água ou coma uma barrinha de cereal. Enquanto estiver comendo, não fique lendo a prova. Depois de fazer exercícios de respiração, retome a redação. Aos poucos tente puxar na memória algo sobre o tema e relembrar quais exemplos o professor deu em sala de aula”, pontua.

Neste ano, os candidatos interessados em participar do Desafio de Redação devem escrever sobre “Reciclar para Transformar: como a economia circular pode revolucionar nossa sociedade”.

A 17ª edição do Desafio de Redação é realizada pelo Diário e pela Prefeitura de Santo André, patrocinada pelo Vale dos Pinheirais Cemitério Parque & Crematório, tem o apoio da Braskem e o apoio institucional da FSA (Fundação Santo André).




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;