Sabores&Saberes Titulo Sabores&Saberes
O martírio dos adoçantes dietéticos
Por Antonio Carlos do Nascimento
03/07/2023 | 10:45
Compartilhar notícia


 Se a vida está sempre por um segundo, grandes impérios demoram para ruir, contudo, também terminam. 

Os adoçantes dietéticos desfilaram por décadas como agentes promotores da vida saudável e elegância física, prometendo proteção contra o ganho de peso e malefícios do açúcar.

Médicos de variadas áreas, nutricionistas e afins, estabeleceram a abolição do açúcar e sua substituição por adoçantes dietéticos como “cláusula pétrea” para conduzir variados modelos de tratamentos clínicos, para muito além dos cuidados com o peso e eventual diabetes.

Ninguém parecia observar que a enxurrada crescente de toneladas de adoçantes dietéticos que aportava na vida de bilhões de consumidores não modificava a curva do aumento de peso populacional 

Mas, nem tão desatenta assim estava a OMS (Organização Mundial da Saúde), e há algumas semanas divulgou uma nova diretriz, indicando que adoçantes não devem ser usados para controle de peso.

O que tem sido aceito, embora há muitos anos já tenha se apresentado óbvio, é que somos capazes de enganar as papilas gustativas, mas não é possível mentir para o sistema nervoso central e todo o arcabouço endócrino-metabólico. Sob um contexto lúdico, seria como depositar dinheiro falso no caixa eletrônico do banco; portaremos o comprovante, mas cedo ou tarde teremos que empenhar algum ativo verdadeiro para saldar compromissos.

Embora combalido, o mundo da indústria de adoçantes tem se sustentado em seu pilar (por enquanto) inabalável, sua utilização em pacientes diabéticos, porém, não contavam com novo revés.

A OMS deve listar em breve o aspartame, adoçante dietético não calórico vastamente utilizado, como “possivelmente cancerígeno para humanos”, o que derivará desconfiança para todos os seus pares.

Absolvere nocentem satiur est, quam condemnare inocentem é adágio em latim com raízes no Império Romano: “antes mil vezes absolver o culpado do que uma só vez condenar o inocente”.

Talvez tenhamos inocentado os adoçantes o bastante!




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;