Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Intensivão

Para qualquer mortal, conseguir uma oportunidade de trabalho nos dias de hoje requer anos de experiência na função


Do Diário do Grande ABC

27/05/2009 | 00:00


Para qualquer mortal, conseguir uma oportunidade de trabalho nos dias de hoje requer anos de experiência na função. Mas, para pelo menos um cargo, não há qualquer problema de assumir sem ter qualquer experiência no assunto: uma cadeira de vereador. Não são poucos os parlamentares, entre os 108 das sete Câmaras do Grande ABC, que não fazem a menor cerimônia em admitir que não sabem direito o que o político deve fazer quando ingressa no trabalho. Mas para aqueles que querem fazer um cursinho intensivo, já há uma luz: hoje, a CGU (Controladoria-Geral da União) lança uma cartilha sobre o papel dos vereadores como fiscais das prefeituras, o que, na realidade, deveria ser uma obrigação. Intitulado "O Vereador e a Fiscalização dos Recursos Públicos Municipais", o documento, de 45 páginas, mostra, entre outras coisas, como fiscalizar a gestão do patrimônio público, a orcamentária, a execução financeira e as contratações dos agentes públicos. Resta saber quem vai ter coragem de admitir que ocupa um cadeira sem saber exatamente o que deve fazer. Pelo menos ele terá quatro anos para aprender...

Bastidores

Discussão
A Câmara de Mauá deve ser palco do debate entre o deputado federal José Genoino(PT), da cientista política Raine Patricia Assumpção e do especialista em direito eleitoral Leoncir Costa Rosa, que discutirão a Reforma Política e as principais propostas de mudanças no sistema político eleitoral brasileiro. A reunião está marcada para amanhã, a partir das 19h no plenário da Casa de Leis. Genoino foi figura carimbada em Mauá durante a campanha do ano passado, quando veio pedir votos para o então candidato Oswaldo Dias (PT).

Madrastra
O vereador de Santo André Paulinho Serra (PSDB) anda irritado com as ações do governo federal, que acabam, inevitavelmente, dando visibilidade à ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rouseff (PT) e provável presidenciável. "O PAC não decolou, agora estão fazendo este programa Minha Casa,Minha Vida que contruirá 1 milhão de casas, mas sabemos que não chegará a 1 milhão. E a Dilma que era a mãe do PAC, virou madrasta, de um programa eleitoreiro, de um partido que não se preocupa com políticas públicas para melhorar a vida das pessoas".

Despedida
A sessão de ontem, na Câmara de Ribeirão Pires, pode ter sido a última realizada às 9h30. Uma resolução, aprovada pelos parlamentares, modificou o horário da votação semanal para as 19h de terça-feira. O objetivo é garantir um número maior de pessoas acompanhando as sessões. Em dias de projeto polêmico, o tiro pode acabar saindo pela culatra ....



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;