Esportes Titulo Tênis
Em jogo intenso, Thiago Wild leva virada de Nishioka e se despede de Roland Garros

Duelo terminou com o japonês se classificando para as oitavas de final com parciais de 3/6, 7/6 (10/8), 2/6, 6/4 e 6/0, após 3h39min

03/06/2023 | 10:13
Compartilhar notícia


A saga do brasileiro Thiago Wild em Roland Garros chegou ao fim na manhã deste sábado com uma derrota por 3 a 2 para o japonês Yoshihito Nishioka, pela terceira rodada. A partida na quadra Simonne Mathieu teve ânimos aflorados, muitas reviravoltas e terminou com o japonês se classificando para as oitavas de final com parciais de 3/6, 7/6 (10/8), 2/6, 6/4 e 6/0, após 3h39min.

Número 172 do ranking da ATP, o paranaense Thiago Wild passou pelo qualifying e surpreendeu ao eliminar o atual número dois do mundo, o russo Daniil Medvedev. Para chegar à terceira rodada, o brasileiro ainda deixou pelo caminho o experiente argentino Guido Pella.

O primeiro set neste sábado teve Thiago Wild confirmando seus serviços com winners certeiros. O brasileiro conseguiu uma quebra no oitavo game e fechou com 6/3 na sequência. As emoções estavam à flor da pele já no segundo set. Nishioka tomou um point penalty no break point contra por atravessar a quadra e reclamar de uma bola fora. Wild quebrou uma raquete após ser quebrado na sequência, quando sacava para o set em 6/5. No tie-break, Nishioka saiu de 1 a 5, salvou três set points e venceu com parcial de 10 a 8.

No terceiro set, o jogo começou a se desenhar positivamente para Thiago. O brasileiro começou logo com uma quebra no segundo game e encaminhou a vitória no set por 6 a 2 rapidamente. No quarto e decisivo set, Nishioka se recompôs rápido e saiu do 40 a 0 para quebrar o serviço de Thiago no primeiro game. Thiago sentiu o game perdido, não conseguiu devolver a quebra e o set terminou 6 a 4 para o tenista japonês, número 33 do mundo.

O cansaço físico e psicológico tomou conta de Thiago Wild no quinto set, Nishioka sustentou quebras em todos os serviços de Wild e colocou a vitória no bolso. Após ceder o primeiro game em longa disputa, Thiago sentiu o peso do jogo e viu o tenista japonês sacar para a fase de oitavas de final. O set foi fechado com resultado de 6 a 0.

Também nesta manhã, o norueguês Casper Ruud garantiu vaga nas oitavas de final ao vencer o chinês Zhang Zhizhen por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4, 6/1 e 6/4.

TABU PERMANECE

Thiago Wild chegou perto, mas não conseguiu colocar o Brasil de volta a uma fase de oitavas de final da chave simples de Roland Garros, o que não acontece desde 2010, quando Thomaz Bellucci enfrentou e perdeu do espanhol Rafael Nadal. Beatriz Haddad Maia entra em quadra também na manhã deste sábado e terá chance de quebrar este tabu. No feminino, o intervalo sem representantes nesta fase é maior. A última vez foi em 1979, com Patrícia Medrado, derrotada pela americana Chris Evert, uma das lendas do tênis mundial.

DENÚNCIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

O desempenho do paranaense Thiago Wild em Roland Garros tem dividido as manchetes esportivas com uma denúncia de violência doméstica contra sua ex-mulher, Thayane Lima. O tenista não foi encontrado pela Justiça brasileira para ser intimidado para o processo em nenhum dos endereços informados até o momento e segue sem responder ao processo.

Thayane Lima veio a público em 2021 para relatar diversos episódios de um relacionamento abusivo que viveu com Thiago Wild. Na época, já separada do atleta, Thayane relatou ter que passar por tratamento psicológico. Após o relato da ex-mulher, a polícia do estado do Rio de Janeiro passou a investigar o tenista por violência psicológica, injúria e lesão corporal. Em outubro de 2021, Wild foi indiciado pelos crimes pelas autoridades e o Ministério Público denunciou o atleta.

Em sua entrevista coletiva após a partida de terça-feira em Roland Garros, Thiago Wild foi questionado sobre o processo de violência doméstica contra a ex-mulher e se negou a comentar sobre o assunto. "Não acho que seja um assunto que devamos falar aqui. Acho que é uma pergunta que você não deveria fazer a ninguém. Não acho que cabe a você decidir se é o lugar para falar sobre isso ou não", disse o tenista.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;