Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ponte elimina Palmeiras


Sérgio Duran
Da Redaçao

16/01/1999 | 20:15


A Ponte Preta derrubou a invencibilidade do Palmeiras, vencendo por 2 a 1, na prorrogaçao, ontem à tarde, no Parque Antártica, pelas oitavas-de-final da 30ª Copa Sao Paulo de Juniores. A vitória da equipe campineira, de virada, em um jogo nervoso desde o início, desclassificou os palmeirenses. No outro jogo, o Atlético-MG derrotou o Internacional por 1 a 0, em Barueri, e também passou para a próxima fase do torneio.  

O primeiro tempo da etapa regulamentar começou com a pressao dos anfitrioes, seguindo a estratégia que fez da equipe do Palmeiras um dos times de maior aproveitamento do torneio. Aos seis minutos, Tiago recebeu a bola livre na meia-lua, mas ao tentar enfeitar demais a jogada, acabou perdendo a chance. Logo após, Wagner chutou na trave.  

A Ponte se fechava na defesa e jogava duro. Além de brecar as jogadas adversárias, os campineiros partiam para o contra-ataque. Aos 30 minutos, em um erro da zaga, Lucas pegou a bola na grande área e chutou forte, mas para fora.  No segundo tempo, o Palmeiras tentou recuperar a apatia do fim da primeira etapa. Aos oito minutos, Tiago cobrou falta da meia-lua, a bola bateu na barreira e sobrou para Wagner que, sozinho, perdeu a chance de abrir o placar.  

Sobrava habilidade aos palmeirenses, mas faltava objetividade nas finalizaçoes. Aos 18 minutos, o goleiro adversário Alexandre defendeu esplendidamente uma bomba de Wagner. Aos 23, Alex perdeu um gol sozinho e sem goleiro.  

O gol palmeirense só foi sair aos 37 minutos, após cruzamento longo de Adalto pela esquerda, finalizado com categoria, de cabeça, por Wagner. Placar aberto, a equipe do Parque Antártica sossegou. Conclusao: aos 43 minutos, o recém-chegado no jogo, empatou a partida, também de cabeça, após cruzamento de Clodoaldo.  Nervoso na etapa regulamentar, o jogo reiniciou-se dramático na prorrogaçao.

O Palmeiras investia em ataques sucessivos, novamente com problemas nítidos de finalizaçao das jogadas. Mesmo pressionada, justificando o ditado popular do quem nao faz, leva, a Ponte empatou a partida aos cinco minutos. Pedrinho cobrou falta da lateral-esquerda e Lucas marcou numa cabeceada certeira.  

No segundo tempo da prorrogaçao, o Palmeiras jogou no desespero, frente a uma Ponte visivelmente disposta a segurar o placar favorável, o que deu certo graças ao descontrole dos palmeirenses. Aos 14 minutos, Alexandre defendeu um chute de Alex, cara a cara com o gol.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ponte elimina Palmeiras

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;