Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Papéis históricos pedem semelhança


Da TV Press

21/07/2008 | 07:01


Enquanto diversos atores se repetem em tipos parecidos - porque têm uma característica física adequada aos papéis -, outros fazem de tudo para ficarem semelhantes aos personagens. Isso acontece quando os atores se preparam para interpretar figuras que já existiram, como personagens históricos.

É o caso de Larissa Maciel, por exemplo. A atriz foi a escolhida pelo autor Manoel Carlos e pelo diretor Jayme Monjardim para viver a personagem-título da minissérie Maysa, que estréia em janeiro de 2009. Segundo Maneco, o tipo físico para um determinado personagem é mais que fundamental quando se trata de uma obra sobre alguém que existiu, como em tramas históricas.

Para a minissérie, ele e Jayme apostam no physique du rôle e nas incríveis semelhanças físicas da estreante com a cantora, mãe do próprio Monjardim. "Nesse caso, era fundamental que Larissa se parecesse com Maysa. Em qualquer obra é preciso existir verossimilhança física entre ator e personagem. Mas aqui é essencial", explica Maneco.

José Wilker viveu uma situação parecida quando teve de compor o Juscelino Kubistchek para a minissérie JK. Além de ler diversos livros sobre o presidente da República, Wilker teve de passar por várias sessões de maquiagem, mudar o tom dos cabelos e adotar os trejeitos e a postura do Juscelino. "Com ele, tive experiências fantásticas. Tinha pessoas que se aproximavam chorando. Uma senhora em Diamantina me agarrou e disse: ‘Eu dancei com você em 1950!'", diverte-se.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;