Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Scor quer aproveitar onda de investimentos no Brasil



27/02/2010 | 07:00


Quinta maior resseguradora do mundo, a francesa Scor quer aproveitar a onda de investimentos no Brasil nos próximos anos, como o trem de alta velocidade entre Rio e São Paulo, hidrelétricas e a construção de estádios de futebol para a Copa do mundo de 2014. Tudo isso, junto com a expectativa de crescimento econômico sustentável e a ausência de problemas climáticos como vulcões, furacões, tsunamis e avalanches de neve atraem os estrangeiros do setor.

"Todas as resseguradoras estão de olho no Brasil. Só o trem-bala deve ter investimentos de US$ 6 bilhões a US$ 8 bilhões. As seguradoras não vão ter capacidade de segurar todos os investimentos previstos para o Brasil nos próximos anos e terão que fazer resseguros", disse o diretor presidente da América Latina Scor Global Property & Casualty, José Carlos Cardoso.

Caso o caça francês Rafale, da Dassault, seja o escolhido para fornecer 36 aviões no lote inicial à FAB (Força Aérea Brasileira), a Scor fará o resseguro. A empresa também está interessada no programa de construção de submarinos do Brasil, incluindo o projeto para um submarino nuclear.

No ano passado, para projetos específicos de engenharia no País, a Scor Global fez resseguros no valor de US$ 16 milhões. Isso incluiu contratos para a renovação do programa de refinarias da Petrobras, para construção de plataformas da companhia de energia, investimentos da Vale e da Embraer.

Cardoso vê grande potencial para o crescimento do setor no País, não só pela expectativa de grande aumento na continuado na economia, mas também por ter um mercado ainda pequeno.

Na parte de resseguros para agronegócios, os seguros que nessa área eram de US$ 4 milhões por volta de 2005, no ano passado chegaram a US$ 63 milhões só para o grupo Scor.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;