Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Alec Baldwin promete se calar após mensagem ofensiva à filha


Da AFP

20/04/2007 | 18:08


O astro de Hollywood Alec Baldwin prometeu se calar depois da divulgação na mídia americana de uma gravação em que ele insulta a própria filha, de 11 anos. O ator, indicado ao Oscar por sua atuação no filme "Os Infiltrados", de Martin Scorsese, deixou uma mensagem ofensiva à sua filha, Ireland, cuja guarda ele disputa com sua ex-esposa, Kim Basinger, nos últimos anos.

As declarações de Baldwin, feitas em 11 de abril e nas quais ele chega a se dirigir à menina como "grosseira, imprudente e porquinha", foram divulgadas nesta sexta-feira por emissoras e edições on-line da imprensa americana.

O ataque de ira do ator, de 49 anos, aparentemente foi motivado porque Ireland não conseguiu ligar seu telefone celular para atender a uma ligação que seu pai prometeu fazer. "Mais uma vez fui idiota ao tentar ligar em um horário específico", disse Baldwin na mensagem. "Estou cansado de participar deste jogo com você. É a última vez que me insulta", acrescentou.

"Você não tem a inteligência e a decência de um ser humano. Não dou a mínima que você tenha 12 ou 11 anos, seja uma criança ou que sua mãe seja tão incrivelmente chata que não dê atenção ao que você faz", continuou. Em seguida, Baldwin diz à filha que viajará a Los Angeles para "endireitá-la".

O porta-voz do ator declarou, em comunicado, que "para o interesse da criança", seu representado deveria "fazer o que sua mãe é patologicamente incapaz de fazer: manter a boca fechada e obedecer às ordens da corte".

O comunicado diz que Basinger e seu advogado vazaram o conteúdo da fita em uma violação de uma ordem judicial, e que Baldwin se arrependeu dos termos que usou. "Embora Alec reconheça que ele deveria ter usado uma linguagem diferente com sua filha, todo mundo que o conhece sabe pelo que tem passado nos últimos seis anos", acrescentou.

Baldwin e Basinger, que trabalharam juntos em "Los Angeles - Cidade Proibida", se separaram em 2001, mas desde então se enfrentam em uma batalha legal pela guarda de sua filha e pelo direito de visitação.

No ano passado, a atriz foi acusada de contumácia (renúncia a comparecer em Justiça) por violar um acordo de guarda em 2004. Nesta semana, uma corte de Los Angeles rejeitou recurso apresentado por seus advogados para reduzir as acusações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alec Baldwin promete se calar após mensagem ofensiva à filha

Da AFP

20/04/2007 | 18:08


O astro de Hollywood Alec Baldwin prometeu se calar depois da divulgação na mídia americana de uma gravação em que ele insulta a própria filha, de 11 anos. O ator, indicado ao Oscar por sua atuação no filme "Os Infiltrados", de Martin Scorsese, deixou uma mensagem ofensiva à sua filha, Ireland, cuja guarda ele disputa com sua ex-esposa, Kim Basinger, nos últimos anos.

As declarações de Baldwin, feitas em 11 de abril e nas quais ele chega a se dirigir à menina como "grosseira, imprudente e porquinha", foram divulgadas nesta sexta-feira por emissoras e edições on-line da imprensa americana.

O ataque de ira do ator, de 49 anos, aparentemente foi motivado porque Ireland não conseguiu ligar seu telefone celular para atender a uma ligação que seu pai prometeu fazer. "Mais uma vez fui idiota ao tentar ligar em um horário específico", disse Baldwin na mensagem. "Estou cansado de participar deste jogo com você. É a última vez que me insulta", acrescentou.

"Você não tem a inteligência e a decência de um ser humano. Não dou a mínima que você tenha 12 ou 11 anos, seja uma criança ou que sua mãe seja tão incrivelmente chata que não dê atenção ao que você faz", continuou. Em seguida, Baldwin diz à filha que viajará a Los Angeles para "endireitá-la".

O porta-voz do ator declarou, em comunicado, que "para o interesse da criança", seu representado deveria "fazer o que sua mãe é patologicamente incapaz de fazer: manter a boca fechada e obedecer às ordens da corte".

O comunicado diz que Basinger e seu advogado vazaram o conteúdo da fita em uma violação de uma ordem judicial, e que Baldwin se arrependeu dos termos que usou. "Embora Alec reconheça que ele deveria ter usado uma linguagem diferente com sua filha, todo mundo que o conhece sabe pelo que tem passado nos últimos seis anos", acrescentou.

Baldwin e Basinger, que trabalharam juntos em "Los Angeles - Cidade Proibida", se separaram em 2001, mas desde então se enfrentam em uma batalha legal pela guarda de sua filha e pelo direito de visitação.

No ano passado, a atriz foi acusada de contumácia (renúncia a comparecer em Justiça) por violar um acordo de guarda em 2004. Nesta semana, uma corte de Los Angeles rejeitou recurso apresentado por seus advogados para reduzir as acusações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;