Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Notas fiscais eletrônicas já passam de 1 milhão no país


Da Agência Brasil

06/08/2007 | 07:09


O número de NF-e (notas fiscais eletrônicas) emitidas no País já passa de um milhão, segundo a Receita Federal. Essas notas são documentos virtuais emitidos pelos estados via internet, nas transações entre empresas, e assinados digitalmente, num volume de recursos de aproximadamente R$ 8 bilhões.

A NF-e, além de reduzir custos para as empresas e modernizar a gestão, permite ao fisco combater a sonegação de impostos.

De acordo com a Receita, também evita a concorrência desleal porque os impostos passam a ser cobrados de todos. Além disso, reduz erros de escrituração na entrada e saída das mercadorias.

A adesão ao sistema é voluntária, mas se tornará obrigatória a partir de 1º de abril do ano que vem para fabricantes e distribuidores de cigarros e para o setor de combustíveis.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Notas fiscais eletrônicas já passam de 1 milhão no país

Da Agência Brasil

06/08/2007 | 07:09


O número de NF-e (notas fiscais eletrônicas) emitidas no País já passa de um milhão, segundo a Receita Federal. Essas notas são documentos virtuais emitidos pelos estados via internet, nas transações entre empresas, e assinados digitalmente, num volume de recursos de aproximadamente R$ 8 bilhões.

A NF-e, além de reduzir custos para as empresas e modernizar a gestão, permite ao fisco combater a sonegação de impostos.

De acordo com a Receita, também evita a concorrência desleal porque os impostos passam a ser cobrados de todos. Além disso, reduz erros de escrituração na entrada e saída das mercadorias.

A adesão ao sistema é voluntária, mas se tornará obrigatória a partir de 1º de abril do ano que vem para fabricantes e distribuidores de cigarros e para o setor de combustíveis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;