Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vila dos Atletas é arma do vôlei de Mauá

Ari Paleta/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

André Battistini
Do Diário do Grande ABC

02/03/2009 | 07:00


O Projeto Voleibol de Mauá continua a expandir a estrutura para a formação de atletas. Por meio de parcerias, oferece, desde fevereiro, alojamentos para parte dos garotos do programa, na Vila dos Atletas.

Localizado próximo à Associação Atlética Industrial , o espaço tem três casas, uma ainda em fase de acabamento, com capacidade para 17 garotos. Desse número, 13 chegaram recentemente, sendo a maioria de outros Estados.

"Antes os garotos ficavam em um hotel e só podíamos abrigar oito. Quando tudo estiver pronto estaremos com 24 atletas no alojamento, com boas condições de moradia", disse o coordenador do projeto, Osvaldo Begliomini.

Realizado há oito anos na cidade, a iniciativa conta com 120 atletas em sete categorias, e a intenção é montar, em 2010, um time adulto. "Pretendemos participar da Divisão Especial, para, quem sabe em 2011 jogar a Superliga", afirmou Begliomini.

O resultado do programa é visto nas conquistas das equipes. Mauá disputará a Segunda Divisão dos Regionais deste ano, mas o vôlei sub-21 será a única categoria a representar a cidade na elite dos Jogos, devido ao índice técnico, obtido nos Abertos de Piracicaba, quando o time ficou em quarto lugar. "Conseguimos excelentes resultados no último ano, que servem como resposta ao município pelo apoio oferecido", disse o coordenador.

Os jogadores têm também a oportunidade de frequentar escolas devido a parcerias com redes de ensino da cidade. "Nos preocupamos também com a parte do ser humano e não apenas com a parte do atleta. Além do ensino médio e cursos de idioma, conseguimos 15 bolsas integrais em uma faculdade, e agora estamos com uma parceria para oferecer cursos profissionalizantes."

O ponta Rugther Martins, 18, participa do projeto desde o começo e viu de perto o crescimento do vôlei na cidade. "Antes ninguém conhecia, mas agora muita gente quer jogar no vôlei de Mauá."

Para Begliomini faltam projetos para o desenvolvimento de esportistas no País. "É fácil pegar um atleta já formado, o difícil é começar com ele lá de baixo e ir corrigindo ao longo do tempo as deficiências."

O crescimento do vôlei em Mauá foi notado na peneira realizada em dezembro de 2008. Cerca de 350 garotos do País participaram da seleção, mas apenas 20 ficaram.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;