Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Scarpa assume protagonismo no Palmeiras e diz viver o melhor momento da carreira

Reprodução/Redes Sociais  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/08/2022 | 19:06


Aos 28 anos, em seus últimos meses de Palmeiras, Gustavo Scarpa vive sua melhor fase na carreira. O meia assumiu o protagonismo da equipe alviverde, com as baixas de Rony e Raphael Veiga e o mau momento vivido pelo volante Danilo. Dudu não tem sua idolatria questionada, mas vê Scarpa se sobressair em momentos decisivos, como no empate desta quarta-feira diante do Atlético-MG no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

"Estava com receio de ter más atuações depois de assinar o pré-contrato (com o Nottingham Forest), mas me concentrei em continuar dando o meu máximo. Eu vivo o melhor momento da minha carreira. Estou muito feliz com isso, amadureci como pessoa e também como jogador. Amanhã é um novo dia e não adianta eu me prender aos elogios de uma partida, porque temos de pensar no próximo jogo", afirmou Gustavo Scarpa após o duelo no Mineirão.

Gustavo Scarpa chegou ao Palmeiras em 2018, após superar imbróglio judicial para se desligar do Fluminense. Ao lado de toda a sua passagem pelo clube alviverde, conviveu com o banco de reservas sob o comando de Roger Machado, Felipão, Mano Menezes e Vanderlei Luxemburgo. Em 2020, se aproximou de uma saída para o Almería, à época da segunda divisão espanhola.

Com Abel Ferreira, Gustavo Scarpa também não foi titular na maioria dos jogos de 2021. Considerado o 12º jogador da equipe, o meia ganhou moral com a comissão técnica portuguesa ao se dispor a jogar improvisado na lateral-esquerda. Foi elogiado na posição e passou a ser requisitado no posto em jogos decisivos. Na final da Libertadores de 2021, contra o Flamengo, ocupou o setor em uma formação com cinco homens na defesa. Na decisão do Mundial de Clubes, diante do Chelsea, foi novamente deslocado para a função. Em 2022, o cenário mudou, e Scarpa é incluído na formação ideal do Palmeiras.

Scarpa reforçou recentemente seu desejo de jogar como meia armador e admitiu desconforto em ser sempre o escolhido para mudar de função. A disponibilidade tática que o atleta ganhou desde a chegada de Abel Ferreira é inegável. Com papéis defensivo e ofensivo potencializados, Scarpa é normalmente posicionado pelos flancos, dando apoio na marcação e na chegada às pontas.

Bom de pontaria, Gustavo Scarpa gosta de arriscar finalizações de longa e média distâncias. Às vezes, provoca a ira de seus companheiros de equipe por não escolher outras opções para a conclusão das jogadas, como o passe para colegas mais bem colocados. Mas nos últimos jogos, Scarpa colocou o pé na forma e está sendo decisivo principalmente nas bolas paradas.

O meia cobrou a falta que originou o primeiro gol do Palmeiras sobre o Atlético-MG, nesta quarta-feira. Nos acréscimos, cobrou o escanteio que proporcionou o tento que igualou o duelo no Mineirão em 2 a 2.

Scarpa está de saída do Palmeiras e vai realizar o sonho de jogar no futebol europeu. Ao término da temporada brasileira, ele se apresenta ao Nottingham Forest, que está de volta à Premier League, a elite do Campeonato Inglês. Antes, traça como metas se estabelecer como titular do Palmeiras e conquistar novos títulos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;