Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Aumentam os ataques contra os 'capacetes azuis' no Haiti


Da AFP

22/06/2006 | 17:28


A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, a Minustah, vem sofrendo um recrudescimento dos ataques contra suas patrulhas militares nas ruas de Porto Príncipe. A informação foi confirmada nesta quinta-feira pela porta-voz da missão, Sophie Boutaud de Lacombe, que não esclareceu se houve baixas entre as forças da ONU.

"Na maior parte dos casos, trata-se de disparos contra os comboios, as patrulhas e os postos fixos", explicou a porta-voz. "Os incidentes em nada afetam o cumprimento das atividades cotidianas de segurança da força militar", acrescentou.

Mais de 7 mil militares, sendo 1,2 mil deles brasileiros, compõem a força mobilizada pela ONU no Haiti desde junho de 2004.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aumentam os ataques contra os 'capacetes azuis' no Haiti

Da AFP

22/06/2006 | 17:28


A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, a Minustah, vem sofrendo um recrudescimento dos ataques contra suas patrulhas militares nas ruas de Porto Príncipe. A informação foi confirmada nesta quinta-feira pela porta-voz da missão, Sophie Boutaud de Lacombe, que não esclareceu se houve baixas entre as forças da ONU.

"Na maior parte dos casos, trata-se de disparos contra os comboios, as patrulhas e os postos fixos", explicou a porta-voz. "Os incidentes em nada afetam o cumprimento das atividades cotidianas de segurança da força militar", acrescentou.

Mais de 7 mil militares, sendo 1,2 mil deles brasileiros, compõem a força mobilizada pela ONU no Haiti desde junho de 2004.


Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;