Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Novas ferramentas de combate ao câncer


Do Diário do Grande ABC

06/07/2022 | 23:59


Pesquisadores de todo o mundo têm se debruçado a encontrar novas terapias para tratamentos oncológicos, inclusive no Brasil. Os estudos vão desde o uso de vacinas a até produção de anticorpos produzidos por computadores de laboratórios.


As próximas décadas prometem safra de soluções capazes de transformar o câncer em doença crônica. Hoje, em 10% das cidades brasileiras o câncer já é a principal causa de morte. Esses números têm projeções de crescimento diante do envelhecimento populacional no País, assim como já ocorre nos países desenvolvidos.


A oncologia de precisão é uma dessas vertentes de estudos que têm encontrado nas terapias genéticas a resposta para a cura ou a sobrevida de milhares de pacientes. Os tratamentos atuam nas mutações dos genes das células defeituosas para eliminá-las, técnica complementar aos métodos tradicionais – quimioterapia, radioterapia ou cirurgia – e reduzindo os efeitos colaterais. A rapidez da criação de vacinas contra a Covid-19 ocorre por conta de estudos que já vêm sendo feitos há muitos anos para buscar imunizante de combate ao câncer, já aplicado com sucesso em milhares de pacientes. A técnica consiste numa biópsia do tumor do paciente para o sequenciamento do genoma.


Em seguida, os cientistas desenvolvem uma molécula de RNA para codificar as proteínas que respondem pelas mutações das células normais, que posteriormente se tornam cancerosas. Ou seja, o papel dessa modificação é fazer com que o organismo aprenda a reconhecer determinada proteína nas células cancerosas quando esse material é reintroduzido no paciente.


Os resultados são animadores. Pesquisas com mulheres diagnosticadas com câncer de mama avançado apresentaram taxa de recorrência de 12,5% do tumor contra 60% daquelas que receberam apenas o tratamento convencional e vacina placebo.


Outro ramo de pesquisa vem desenvolvendo novo método de tratamento com as chamadas células CAR-T.  Os linfócitos ‘T’ são modificados em laboratórios e reintroduzidos nos pacientes para reconhecer as células tumorais. Pesquisadores brasileiros já trabalham com essa metodologia, considerada uma das mais promissoras para pacientes com metástase.


Avanço das pesquisas oncológicas amplia significativamente possibilidades de cura, bem como sobrevida de milhares de pacientes. Com o passar dos anos, esses tratamentos estarão disponíveis para parcela ainda maior da população, contribuindo para ampliar a qualidade de vida de mais pessoas.
 
Ramon Andrade de Mello é médico com PhD em oncologia pela Universidade do Porto, Portugal, e professor da disciplina oncologia clínica do doutorado em medicina da Uninove.

PALAVRA DO LEITOR

Jovens grávidas
Muito triste. Falta educação sexual em casa e nas escolas (Número de adolescentes grávidas cresce 29% em um ano). Os adolescentes iniciam vida sexual precocemente e sequer conhecem o próprio corpo. É preciso deixar a hipocrisia de lado e orientar nossos jovens.
Graça Ribeiro
do Facebook


Rudge Ramos
Sou moradora do Rudge Ramos, em São Bernardo, e reconheço que a administração do prefeito Orlando Morando e do vice-prefeito Marcelo Lima é muito competente e tem feito muitas melhorias na nossa cidade. As ruas do bairro estão sendo recapeadas e até temos uma praça-parque na Vivaldi. Estão sendo feitas as trocas das lâmpadas por LED, o bairro ficou com outra cara. Temos outra sensação quando andamos pelo bairro à noite. É isso que queremos como moradores, ver os serviços realizados a fim de melhorar a nossa segurança e qualidade de vida.
Deborah Rossini
São Bernardo


Jogo de cena
Durante a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que estabeleceu estado de emergência para auxílio a caminhoneiros, motoristas, famílias carentes etc, vários senadores oposicionistas ‘rolaram em campo’. Diziam-se agredidos em suas mais nobres e rígidas convicções sobre uso do dinheiro público. Apelidaram a PEC de ‘Kamikaze’. Acusaram o governo de populismo eleitoreiro. No fim, de modo hipócrita, aprovaram-na em dois turnos com apenas o voto em contrário do senador José Serra. Pelos mesmos motivos do governo, apoiaram PEC que haviam rejeitado. Jogo de cena!
Percival Puggina
Santana do Livramento (RS)


Ucrânia
O (presidente da Rússia, Vladimir) Putin tinha de cercar toda a fronteira da Ucrânia com a Polônia (Otan assina protocolo de adesão de Finlândia e Suécia à aliança). Dificultaria a entrada de suplementos!
Roberto Silva
do Facebook


AD São Caetano
No aspecto de uma infraestrutura dessa realmente é complicado (Juiz manda AD São Caetano deixar área da Prefeitura). Agora esporte também é saúde. Será que vai se aplicar a projetos sociais de escolinhas para crianças? Está me lembrando quando em Mauá construíram parque que direto tem criança brincando ou adultos se exercitando. Mas tem gente que falou que não devia usar dinheiro em parques porque não era saúde.
Jhonata Da Silva Barbosa
do Facebook


Má influência
O mesmo acontece em São Caetano (Atuação de Orlando Morando em Rio Grande gerou atrito). A maioria dos vereadores apoiando Carla Morando, e o prefeito mais seu filho, o deputado estadual (e candidato) à reeleição Thiago Auricchio, afundaram de vez o governador e pré-candidato a governador Rodrigo Garcia. Só que conseguiram o que queriam, verbas para obras e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do município fica para campanha bilionária do filho do prefeito.
Celia Regina Francisco
do Facebook 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;