Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

TCU dá aval a novo modelo de operação de ferrovia interna no Porto de Santos



06/07/2022 | 18:25


O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira, 6, o novo modelo de operação da Ferrovia Interna do Porto de Santos (FIPS), que funcionará num formato associativo. A expectativa é de que o projeto desperte interesse da Rumo, VLI e MRS, já que o Porto de Santos é o ponto de convergência de seis concessões ferroviárias administradas por essas empresas. Com o aval do TCU, a Santos Port Authority (SPA) pretende abrir o chamamento público em dois meses, com expectativa de o contrato ser assinado ainda neste ano.

O modelo prevê R$ 891 milhões em investimentos, sendo um dos principais voltado às obras de implantação de uma pera ferroviária (em formato circular), que busca dar eficiência para o frete de retorno nas cargas do agronegócio. Com as mudanças, o Porto de Santos também quer aumentar a capacidade de suas ferrovias internas. Atualmente, a capacidade de Fips é de 50 milhões de toneladas ao ano. Mas a estimativa é que entre cinco e dez anos o complexo precise transportar até 115 milhões de toneladas anualmente.

Hoje, a operação da malha ferroviária interna está a cargo da Portofer, que administra aproximadamente 100 quilômetros de trilhos dentro do porto organizado. O contrato com a Portofer venceria em 2025, mas com o novo projeto para a Fips, ele deverá ser encerrado antecipadamente.

"A ideia presente nos estudos então é a de formalizar como Cessionária uma Associação sem fins lucrativos entre operadores ferroviários com acesso ao Porto de Santos que, em regime de gestão compartilhada, irão ratear os custos e investimentos para gestão, manutenção e expansão da Fips", apontou o TCU.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;