Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula se reúne com presidente de Portugal; Bolsonaro cancelou agenda com europeu



03/07/2022 | 12:40


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato ao Palácio do Planalto, se reuniu na manhã deste domingo, 3, em São Paulo, com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. O encontro entre os dois ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelar agenda com o líder europeu justamente por causa do petista.

Bolsonaro e Rebelo de Sousa almoçariam juntos nesta segunda-feira, 4, mas o presidente brasileiro decidiu cancelar a reunião após saber que o líder português também se encontraria com Lula, seu principal adversário na eleição deste ano, conforme apurou o Broadcast Político. O chefe do Executivo de Portugal, filiado ao Partido Social Democrata, desembarcou neste sábado, 2, no Brasil para estreitar relações com o País.

Rebelo de Sousa disse a jornalistas que inicialmente o governo brasileiro insistiu para marcar o encontro e que não considera o episódio um incidente diplomático. "Temos que saber separar o que é fundamental e o que não é, os povos continuam, os almoços podem mudar a data", afirmou. "Não é haver um almoço ou não que altera o quanto os mais de 200 mil brasileiros gostam de Portugal e estão cá."

"Quem convida para almoçar é que decide se quer almoçar ou não, e em que termos, em que ocasião. Pois eu digo, esteja à vontade, pois quem tomou a iniciativa de convidar não foi eu", acrescentou o presidente português.

Ontem, Lula e Bolsonaro, assim como os pré-candidatos à Presidência Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), cumpriram agenda em Salvador (BA). Os políticos participaram das celebrações do Dia da Independência da Bahia.

O chefe do Executivo foi a uma motociata com apoiadores, afirmou que a redução do ICMS, após a aprovação do teto para o tributo, fará do combustível vendido no Brasil "um dos mais baratos do mundo" e criticou os governadores. Lula, por sua vez, falou em revogar o teto de gastos, disse ter certeza que as Forças Armadas estarão "do lado do povo" na eleição de outubro e afirmou que não aceita "ameaças" às instituições.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;