Fechar
Publicidade

Domingo, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com muitos jovens e cabeça na Libertadores, Corinthians é goleado pelo Fluminense



02/07/2022 | 18:43


O Corinthians pagou bem caro neste sábado pela opção de poupar jogadores para o jogo de terça-feira com o Boca Juniors pela Libertadores. Foi ao Maracanã e perdeu para o Fluminense por 4 a 0 pela 15ª rodada do Brasileirão. O time, com vários atletas jovens, foi totalmente dominado na primeira etapa, e embora tenha melhorado um pouco na segunda - quando alguns jogadores experientes entraram -, sofreu uma derrota sem contestação. O Alvinegro permanece com 26 pontos e o Tricolor carioca chegou a 24.

Mesmo com o time bastante mexido, com vários jovens jogadores com pouca experiência na equipe de cima, a exemplo de Robert Renan, Guilherme Biro e Giovane, o Corinthians tentou mostrar que não seria intimidado no Maracanã. Nos primeiros minutos, procurou para o jogo. E acabou tendo a primeira chance de gol.

A oportunidade apareceu quando Martinelli errou um passe, Giovane ganhou e lançou Guilherme Biro. Manoel cortou o chute e no rebote Júnior Moraes bateu da entrada da área para grande defesa de Fábio, evitando o gol, aos 3 minutos.

Logo, porém, o Fluminense passou a se impor. Com seu jogo de aproximação, passes curtos e boa movimentação, tomou conta da partida. Perdeu chances com Martinelli (boa defesa de Cássio) e Cano, e chegou ao primeiro gol aos 15 minutos, com Manoel, que subiu livre para cabecear, após escanteio cobrado por Arias.

O time carioca manteve o domínio. O Corinthians tentava articular jogadas pelo lado esquerdo, com Giovane e Lucas Piton, que jogava mais adiantado. Mas apesar da dedicação, não levava perigo real contra o gol de Fábio.

A sorte do Corinthians é que em boa parte da etapa o toque de bola tricolor era marcado por lentidão. Com isso, a defesa conseguia se recompor e bloquear. Quando o Flu colocava mais rapidez, expunha mais o Corinthians ao perigo.

Outra falha corintiana era observada nas bolas altas sobre sua área. Robert Renan, Robson Bambu e até Bruno Mendez tinha dificuldades de ganhar as disputas.

E foi assim que o Flu chegou ao segundo gol. Arias levantou a bola e cobrança de falta e Cano, de novo livre, cabeceou para fazer seu 24º gol na temporada. Ao Corinthians restou reclamar um lateral que seria a seu favor no lance que precedeu a falta, e que a arbitragem inverteu.

Na etapa final, o Corinthians melhorou a marcação, passou a neutralizar o Flu e Vítor Pereira percebeu que o time poderia tentar ao menos passar a incomodar o adversário, algo que praticamente não acontecera na etapa inicial. Assim, com 12 minutos ele colocou Guiliano e Róger Guedes em campo - Fábio Santos e Mantuan já haviam entrado.

A partir daí, a equipe paulista melhorou. Passou a ter mais a bola e a aproveitar os espaços dados pelo Fluminense, que recuou. Tinha, porém, dificuldade de chegar ao gol de Fábio. Uma cabeçada de Bruno Melo por cima após escanteio, foi a primeira boa chance corintiana na etapa, aos 20 minutos.

Era nítida a melhora do Corinthians, mas a desvantagem o obrigava a se expor. E veio o castigo, com o terceiro gol do Fluminense, numa jogada típica dos times de Fernando Diniz. Em bola saída de pé em pé desde a defesa, Matheus Martins inverteu a bola para Samuel Xavier na direita. O lateral foi ao fundo e cruzou rasteiro para Cano emendar de primeira.

O jogo estava mais do que decidido. O Corinthians se apagou de vez e o Fluminense esteve perto de ampliar. Aí, a torcida pediu a entrada de Fred, que vai se despedir do futebol no próximo fim de semana contra o Ceará. Fernando Diniz atendeu e o artilheiro recompensou com o grande momento da partida: marcou aos 45 minutos o quarto gol, seu 199º com a camisa do Tricolor, chorou de emoção e fez a torcida explodir de alegria.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio Paulista (Pineida); André, Martinelli e Ganso (Alexandre Jesus); Matheus Martins (Willian), Cano (Fred) e Arias (Felipe Melo). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio; Bruno Mendez (Mantuan), Robson Bambu, Robert Renan e Bruno Melo; Cantillo (Giuliano), Xavier, Guilherme Biro (Adson), Giovane e Lucas Piton (Fábio Santos); Júnior Moraes (Róger Guedes). Técnico: Vítor Pereira.

GOLS - Manoel, aos 15, e Cano, aos 41 minutos do primeiro tempo; Cano, aos 25, e Fred, aos 45 do segundo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme Biro, Júnior Moraes e Robert Renan (Corinthians).

PÚBLICO - 44.782 (41.911 pagantes).

RENDA - R$ 1.293.817,50.

LOCAL - Maracanã.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;