Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grupo resgata quase 2.000 animais em um ano de atuação em Ribeirão

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Depois de receber cuidados especiais, espécies nativas acabam devolvidas à natureza; já as domésticas são encaminhadas para a adoção


Renan Soares
Especial para o Diário

02/07/2022 | 00:01


Imagine acordar e se deparar com um jacaré quase na porta de casa... Apesar de improvável, isso pode acontecer. Tanto que Ribeirão Pires conta com equipe destinada a auxiliar o munícipe caso episódios insólitos como esse ocorram. O Departamento de Proteção à Fauna Silvestre e Bem-Estar Animal completa um ano hoje.

Ligado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano, o departamento é responsável por campanhas de adoção e castração de animais domésticos e também por resgate de espécies silvestres – inclusive de jacarés como as do parágrafo anterior.

Ao todo, a equipe resgatou 1.891 animais neste período, sendo que 243 haviam sofrido maus-tratos. A média de ocorrências é de cerca de 157 por mês e de cinco por dia, incluindo espécies silvestres e domésticas. Pássaros estão entre os salvamentos mais frequentes. Foram 617 casos, envolvendo principalmente tucanos, maritacas e papagaios. Já os de saruê, espécie de gambá, somaram 522 registros. Cães e gatos apareceram 270 vezes.

“A parte mais memorável é o início. O desafio era planejar o atendimento de toda região, cercada de vegetação nativa e rica fauna. Não sabíamos o tamanho da demanda nem o que poderíamos encontrar”, lembra Marcus Leap, dirigente do Departamento de Fauna Silvestre e Bem-estar Animal e o primeiro funcionário do grupo, em entrevista ao <CF52>Diário</CF>.

O departamento já atendeu 1.203 ocorrências, uma delas envolvendo mais de 60 animais. “Muitos resgates foram surpreendentes, como o de um jacaré-de-papo-amarelo que veio com uma chuva forte e acabou dentro de um lago de uma chácara”, destaca Leap. “Tivemos de entrar no lago para capturá-lo”, completa.

Doze pessoas integram o Departamento de Fauna Silvestre e Bem-estar Animal de Ribeirão Pires. Cada uma delas exerce função técnica específica. O grupo é composto por veterinários de animais silvestres e domésticos, biólogos e agentes fiscais ambientais. “O trabalho com a equipe é prazeroso e muito produtivo. Existe um propósito mútuo de salvar animais”, destaca Leap.

Qual a principal característica dos funcionários? “É importante que se goste de animais”, diz o dirigente. A troca de experiências no departamento ajuda a aprimorar as técnicas de salvamento, o que é muito importante, já que alguns bichinhos são encontrados bastante machucados.

A maioria dos animais silvestres resgatados recebe tratamento antes de serem reinseridos aos respectivos habitats. Os que apresentam quadro de saúde mais grave ou ainda não chegaram à idade que possam sobreviver sozinho são levados para o viveiro municipal para cuidados específicos.

Há casos de animais que não se readaptam ao antigo habitat, sendo então encaminhados a reservas ambientais. Os domésticos obedecem a protocolo diferenciado. Como não podem ficar em posse do departamento, são encaminhados para a adoção.

Com a colaboração de protetores independentes e ONGs (Organizações Não Governamentais), o departamento de proteção animal promove feiras de adoção nos últimos sábados de cada mês. No primeiro ano foram registradas 171 adoções de cães e gatos. Além disso, Ribeirão Pires realizou 257 castrações no período.

Em março, o município lançou o Castramóvel, van com estrutura para cirurgias de castração de cães e gatos, que atende semanalmente a diversos bairros da cidade.

Secretária de Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano de Ribeirão Pires, Andreza Araújo comemora o sucesso do programa. “Logo no início de 2021, já foi promulgada a lei que permitia a criação do serviço. Em poucos meses, ele já começou a operar oficialmente. O departamento é um dos nossos maiores orgulhos porque se tornamos referência na região. Já resgatamos milhares de animais e fizemos mais de 1.500 castrações somente neste ano”, contabiliza.

CONTATO

A sede do Departamento de Proteção à Fauna Silvestre e Bem-Estar Animal funciona na Avenida Francisco Monteiro, próximo A Estátua de São José em Inox. Para resgates, denúncias ou entregas voluntárias os números de telefone para contato são o 4824-4197 ou o 9 7211-1112 – este último aceita mensagens via WhatsApp.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;