Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coreia do Norte é suspeita de roubar criptomoedas para financiar armas



01/07/2022 | 18:20


O roubo de US$ 100 milhões em criptomoedas do protocolo Harmony que aconteceu no último dia 23 possui características que correspondem às das operações hackers norte-coreanas, de acordo com especialistas em blockchain e autoridades dos Estados Unidos.

As técnicas de lavagem de dinheiro são as mesmas dos sete roubos anteriores, somente neste ano: converter as criptomoedas em Ether rapidamente e enviá-las para o Tornado Cash, um serviço de mixagem que combina diferentes depósitos, dificultando o rastreamento das fontes. O valor coletivo roubado está agora em cerca de US$ 1 bilhão, segundo a empresa de análise de blockchain Chainalysis.

Investigador de sanções do Departamento do Tesouro dos EUA, Jim Gentile disse que a preocupação é "que o dinheiro possa ser usado para financiar programas de armas nucleares e mísseis balísticos". As Nações Unidas também alertaram que Pyongyang poderia usar criptomoedas roubadas para financiar tais iniciativas.

Dois dias após o hackeamento, a Harmony ofereceu publicamente aos atacantes US$ 1 milhão para devolver os fundos. Agora, a recompensa aumentou: "Aos associados ao hacker: não há honra entre ladrões", publicou a Harmony. "Estamos oferecendo a vocês US$ 10 milhões por informações que levem à devolução dos fundos roubados". O prazo para os cibercriminosos é 4 de julho.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;