Fechar
Publicidade

Domingo, 14 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Cautela externa e cenário fiscal duvidoso dificultam recuperação do Ibovespa



01/07/2022 | 10:53


Julho e o segundo semestre começam sob preocupações já conhecidas dos investidores: inflação alta que requer postura mais agressiva por parte dos bancos centrais mundiais e tende a reforçar temor recessivo. Nesta sexta-feira, 1º de julho, uma série de divulgações de índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial em várias partes do globo - principalmente Europa e Japão - indica fragilidade da atividade, ao passo que a inflação segue galopante na zona do euro.

Agora, investidores ficam em compasso de espera pela divulgação do PMI norte-americano, para avaliar o estado da economia, como observa a MCM Consultores. No Brasil, sai a balança comercial de junho.

Assim, o Ibovespa inicia o mês e último dia da semana em queda. Porém, a sexta-feira pode não ficar avessa à volatilidade e a um giro financeiro ainda mais baixo, dado que na segunda-feira os mercados ficam fechados nos Estados Unidos por conta do feriado do Dia da Independência.

O sentimento de deterioração fiscal do Brasil também fica no radar após a aprovação ontem no Senado da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que eleva benefícios e impõe estado de emergência. O pacote teve o acréscimo de mais um benefício - um auxílio-gasolina para taxistas -, e seu custo chega agora a R$ 41,2 bilhões.

No exterior, o sinal é de baixa. "Bolsas recuam na Europa e nos EUA. Juro americano de 10 anos abaixo de 3% e fortalecimento do dólar sugerem que a cautela com a perspectiva de recessão prossegue", avalia em nota a MCM Consultores. No fechamento do primeiro semestre, o quadro negativo ficou evidente, com o S&P 500 registrando o pior semestre desde 1970.

Como avalia Lucas Carvalho, especialista em renda variável da Blue3, o quadro para os mercados deve continuar complicado na segunda parte de 2022. O analista enumera fatores que já influenciaram os negócios no primeiro semestre e que tendem a persistir gerando cautela.

"Guerra na Ucrânia, inflação alta, política monetária apertada, incertezas com a covid-19 na China. No Brasil, teremos a volatilidade natural das eleições. O cenário deve continuar desafiador", cita Carvalho. Contudo, pondera que o quadro "desafiador" também pode ser um período de oportunidades para alguns ativos.

Ontem, o Ibovespa fechou em queda de 1,08%, aos 98.541,95 pontos, amargando desvalorização de 11,50% em junho, atingindo o recuo mais intenso para o mês em 20 anos. "Temos de passar novamente o nível de 100 mil pontos com consistência para almejar a possibilidade de 103 mil e 104 mil pontos. Não podemos perder os 98 mil pontos pois poderia complicar bastante", recomenda em comentário matinal o economista Álvaro Bandeira.

"Precisamos esperar o rompimento do fundo anterior em 97.700 para confirmar o movimento de queda", acrescenta em relatório Pam Semezzato, analista da Clear Corretora.

Apesar dos continuadores temores externos e internos, sobretudo quanto ao fiscal, a alta do petróleo de mais de 2% estimula valorização de ações do setor, inclusive Petrobras. No entanto, a despeito sinais de retomada da China, o minério de ferro fechou em queda de 5,21% no porto chinês de Qingdao e cedeu em torno de 7% em Dalian, pesando nos papéis do segmento metálico. Vale ON diminuía o ritmo de baixa, caindo 0,34%, às 10h39.

Nesse mesmo horário, o Ibovespa tinha recuo de 0,48%, aos 98.069,46 pontos, após cair 0,97%, na mínima intradia aos 97.584,62 pontos. Petrobras subia 0,64% (PN) e 0,46% (ON)



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;