Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Infraestrutura entregou 43 obras concluídas no 1º semestre, diz ministro



30/06/2022 | 14:19


O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, informou que a pasta entregou 43 obras concluídas no primeiro semestre deste ano. A lista de ativos inclui a reestruturação, restauração e duplicação de rodovias e reformas e ampliação de aeroportos.

Segundo os dados da pasta, no primeiro semestre foram concedidos 5 ativos na bolsa de valores, com previsão de investimentos da ordem de R$ 12,5 bilhões. Além de concessões de uma rodovia, com previsão de R$ 11,3 bilhões em investimentos.

No setor de portos, os investimentos somam R$ 1,2 bilhão, em decorrência de três terminais arrendados e a desestatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). Já a renovação da concessão da MRS envolve investimentos da ordem de R$ 20 bilhões.

Os dados do primeiro semestre deste ano foram apresentados pelo Ministério da Infraestrutura nesta quinta-feira, 30, em evento realizado na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.

Durante seu discurso, o ministro informou que, até o momento, a meta é superar as obras concluídas no ano passado, que somaram 108 ativos. Ele ressaltou que a pasta já executou 84,68% de seu orçamento. Em 2021, 99,97% foram executados.

A equipe do ministério também destacou algumas das ações realizadas nos últimos meses. Entre elas, a edição do decreto presidencial que permite a junção das empresas Valec e EPL e a aprovação da Medida Provisória do Voo Simples, agora convertida em lei.

Leilões de projetos rodoviários

O ministro da Infraestrutura afirmou que a previsão é realizar leilões de três projetos rodoviários até o final deste ano. A expectativa é que sejam publicados edital de nove projetos rodoviários em 2022.

De 2019 a 2022, foram entregues 196 projetos, incluindo obras finalizadas de estruturas públicas, como duplicações de corredores estratégicos. Também foram realizadas sete concessões de rodovias, que somam R$ 48,8 bilhões em investimentos.

Concessão de aeroportos

O secretário nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, estimou nesta quinta-feira que 50 aeroportos devem ser concedidos para a iniciativa privada até o fim do ano. Entre os terminais, está o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, que será ofertado na 7ª rodada de concessões, agendada para 18 de agosto.

"Estamos com 34 aeroportos já concedidos, mas até o fim do ano vamos bater a marca de 50, pois temos a 7ª rodada na rua, que são 15 aeroportos, e temos uma relicitação que está pronta para sair, do aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN). Estamos finalizando últimos detalhes com Tribunal de Contas da União", afirmou o secretário, no evento de apresentação do balanço do primeiro semestre.

Pelos dados da pasta, os 34 aeroportos já concedidos nas últimas duas rodadas representam R$ 10,1 bilhões em investimentos ao longo dos contratos. De acordo com a expectativa do secretário, esse valor deve subir para R$ 18 bilhões considerando a concessão de 50 aeroportos, estimada por ele. "É disruptivo, vemos a melhoria dos nossos aeroportos", disse.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;