Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Mulheres na indústria


Do Diário do Grande ABC

29/06/2022 | 23:59


O tema da equidade de gênero no segmento industrial está em constante evolução. Atualmente, as mulheres têm tido melhores oportunidades profissionais, assumindo grandes responsabilidades e estando envolvidas em projetos transformadores, que trazem ainda mais otimismo ao mercado. No entanto, ainda há aspectos que nos demandam atenção e esforços contínuos e o desafio está em engajar mais pessoas nesta temática e atrair as novas gerações.


De acordo com a Rede Global de Mulheres Profissionais e a Society of Women Engineers da Rockwell Automation, as mulheres jovens devem ocupar ainda mais as áreas de Stem (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), embora seja por meio de abordagem complementar. Desta forma, o enfoque agora deve ser em erradicar pensamentos estigmatizados de que as mulheres devem se concentrar apenas em carreiras ‘mais propensas à sensibilidade’, como as ciências humanas, ou ações inconscientes.


Em relação à importância de fomentar o conceito DEI (Diversidade, Equidade e Inclusão) nas empresas, o tema vai muito além e abarca inúmeras causas. E, no ambiente fabril, por tratar-se de setor dominado por homens, o conceito DEI concentra-se ainda mais nas mulheres. Entretanto, pesquisas apontam que a diversidade pode beneficiar toda a cadeia produtiva, uma vez que as mulheres, por exemplo, são mais capazes de inovar, gerando maiores retornos sobre o patrimônio líquido, impulsionando o lucro das companhias. E, conforme revela pesquisa da consultoria McKinsey, empresas que apostam em diversidade de gênero e étnica podem ampliar seus lucros em 15% e 35%, respectivamente.


Para erradicar o preconceito é mais do que necessário que as empresas promovam a diversidade, a equidade e a inclusão como recurso da organização e como parte da cultura organizacional. Assim, ao entender que os preconceitos inconscientes são uma característica do ser humano, busca-se não limitar os resultados corporativos e isso é explicado pelo viés da afinidade, por meio de uma predileção por nos relacionarmos com pessoas que pensam da mesma forma.


Sobre mulheres e o mercado industrial, as mulheres são fantásticas em visualizar, comunicar e ter empatia. E, para adentrar ao mercado industrial, a principal premissa gira em torno de arriscar-se e não deixar que ninguém a limite. Por fim, graças a essas habilidades de resolução de problemas, as mulheres ganham cada vez mais visibilidade no setor industrial, que vem se preocupando, na mesma medida, em oferecer mais visibilidade e oportunidades a esta importante causa.

Alejandra Quevedo é diretora de marketing da América Latina da empresa Rockwell Automation.

PALAVRA DO LEITOR

Covid não acabou
Pura verdade (Brasil registra 147 mortes pela Covid e quase 60 mil novos casos em 24 horas – dia 28)! Vi com meus olhos nesta segunda quando levei minha namorada no médico, em hospital particular na Avenida Perimetral. Estava lotado de pessoas, a maioria com suspeita de Covid-19. Cuidem-se, a Covid não acabou.
Jurandir Baganha Costa
do Facebook


Racismo
O camarada é o maior campeão da história da F-1 junto com o (alemão Michael) Schumacher, recordista de vitórias e pole positions e é chamado de ‘neguinho’ (Hamilton rebate racismo de Piquet em português: ‘Vamos mudar a mentalidade’). Se fosse branco seria chamado pelo nome.
Rafael Rodrigues
do Facebook


Aborto
A questão do aborto está sendo discutida pelo tribunal dos Estados Unidos, tido como ‘super’, em matéria de ciência e adiantamento. Ânimo febril. Protestos por unidade. Gente contra e/ou a favor, naturalmente. A informação segue veloz, surpreendente. Como uma faísca. O assunto é delicado e exige ‘tempo para pensar’. Desafio, seguido de responsabilidade solidária. No passado, esse tópico era visto como algo feio, sombrio e indecente. Agora tomou novas formas. Abortar é mero capricho da mãe que não quer ser mãe? Nenhuma opinião é vaga?. Caminhemos!
Thiago Valeriano Braga
Capital


Não ria, leitor!
Ano 2022. No Brasil, dois dos três poderes de Estado causam danos irreparáveis à segurança da sociedade contando com apoio da mídia militante – antiarma e antipolícia – e de magote de teóricos marxistas das ciências humanas. Entre estes, contam-se articulados sabichões das carreiras jurídicas, filósofos, psicólogos, sociólogos, antropólogos palpiteiros em segurança pública e comunicadores sociais. Juntos dão suporte de silêncio ou apoio explícito ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional. Há preceito na Constituição segundo o qual ‘todos são iguais perante a lei’. Não ria, leitor! Não ria. Não faça troça. Que os debochados sejam apenas eles. Afinal, o preceito está no livrinho, no artigo 7º, acrescentando zelosamente que ‘todos’, sem distinção, têm direito a igual proteção da lei’. Qualquer concurseiro sabe disso.
Percival Puggina
Santana do Livramento (RS)


Bodas de bronze
Parabéns pelo carinho e companheirismo do casal, que já completa 51 anos junto (Paciente celebra 51 anos de casamento e faz homenagem à mulher no Centro Hospitalar Municipal de Santo André).
Sandra Oliveira
do Facebook


O contrário
O Brasil acho que é o único País no mundo que, quando o governo entra com ação contra empresas estatais ou privadas, por abusos e mau atendimento à população, ao invés de entrarem em entendimento, em prol da Nação, acontece simplesmente o contrário. Aumentam os valores de seus produtos, alegando 1.001 ‘desculpas’, sobrando mais uma vez o prejuízo para a população. Portanto, correto é não confundir o sistema de governo de democracia com ‘demagogia’ nem liberdade com ‘libertinagem’. Hora de o povo acordar.
Sérgio Antônio Ambrósio
Mauá 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;