Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians superou apenas um rival argentino em oitavas de final da Libertadores



29/06/2022 | 16:05


O empate entre Corinthians e Boca Juniors nesta terça-feira, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores, fez com que a torcida corintiana revisitasse antigos traumas de seu passado na competição continental. Desde que o modelo com esta fase do torneio foi estabelecido, em 1989, o alvinegro derrotou argentinos em apenas uma oportunidade.

Contando com a edição deste ano, o Corinthians disputou a Libertadores, principal competição do continente, em 16 oportunidades. Destas, foi ao mata-mata em 13, além de conquistar a América, de forma invicta, em 2012. Mas para o corintiano, o principal obstáculo são as oitavas, onde o clube já foi eliminado oito vezes, sempre deixando algum trauma na torcida.

Nessas eliminações, os maiores algozes são as equipes argentinas. Desde 1991, ano em que o Corinthians se classificou às oitavas pela primeira vez, enfrentou o Boca Juniors (1991, 2013 e 2022), River Plate (2003 e 2006) e Rosario Central (2000), este sendo o único confronto em que conseguiu avançar na competição.

Em 2000, com um time recheado de estrelas, como Rincón, Marcelinho Carioca e Luizão, o alvinegro se classificou, nos pênaltis, diante do Rosario, após empate em 5 a 5 no agregado - 3 a 2 em cada um dos jogos. Naquela edição, a equipe acabou eliminada pelo Palmeiras, também nos pênaltis, com "São Marcos" defendendo a cobrança decisiva de Marcelinho.

Desde então, o drama das oitavas e dos argentinos se tornou um pesadelo na vida do torcedor. Exceto no ano em que foi campeão, o Corinthians não consegue avançar adiante dessa primeira fase do mata-mata. Além disso, neste século, o time não consegue vencer uma partida de ida das oitavas de final.

Todos esses aspectos se refletem nos números. Entre os rivais brasileiros, campeões da Libertadores e que estão presentes na competição deste ano, o Corinthians tem o pior aproveitamento nas oitavas. Em 25 jogos, contando com o empate diante do Boca nesta temporada, a equipe soma apenas 37,3% de aproveitamento, conseguindo seguir adiante na competição em apenas quatro das 12 vezes em que frequentou essa fase.

Atlético Mineiro, Flamengo e Palmeiras, os outros campeões brasileiros presentes neste ano, tem aproveitamentos superiores ao do Corinthians, respectivamente de 47, 44 e 65%. O duelo diante do Boca Juniors na próxima semana, em "La Bombonera", pode servir para Vítor Pereira quebrar esse tabu que ronda o Parque São Jorge.

"Temos Fluminense e depois (viagem para) Argentina para bater com Boca na casa deles. O melhor é descansar, dormir e começar a pensar a partir de amanhã na partida do Fluminense", afirmou o treinador, que lamentou os desfalques e a falta de tempo para recuperação do calendário brasileiro. "Queríamos apresentar nossa melhor força, mas o calendário brasileiro vai nos massacrando e retirando jogadores. Hoje, mais dois (Willian e Fagner)".

Todas as participações do Corinthians em oitavas de final de Libertadores:

1991 - Boca Juniors - eliminação, 4 a 2 no agregado

1996 - Espoli-VEN - classificação, 5 a 1 no agregado

1999 - Jorge Wilstermann - classificação, 6 a 3 no agregado

2000 - Rosario Central - classificação nos pênaltis, após 5 a 5 no agregado

2003 - River Plate - eliminação, 4 a 2 no agregado

2006 - River Plate - eliminação, 6 a 3 no agregado

2010 - Flamengo - eliminação, 2 a 2 no agregado (critério do gol fora de casa)

2012 - Emelec - classificação, 3 a 0 no agregado

2015 - Guaraní-PAR - eliminação, 3 a 0 no agregado

2016 - Nacional-URU - eliminação, 2 a 2 no agregado (critério do gol fora de casa)

2018 - Colo-Colo - eliminação, 2 a 2 no agregado (critério do gol fora de casa)

2022 - Boca Juniors - 0 a 0 na partida de ida



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;