Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara só vota projeto de empréstimo após o recesso

Banco de Dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura de Santo André quer aval para financiamento de R$ 210 milhões do BID


Daniel Tossato

29/06/2022 | 08:41


A Câmara de Santo André segurou projeto do Executivo que pede empréstimo de US$ 40 milhões (R$ 210 milhões, na cotação de ontem) junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A casa só pretende apreciar a matéria após o recesso legislativo de julho. O valor deverá ser usado na expansão da rede de saúde e ações de fortalecimento da assistência pós-pandemia .

Apesar de a liderança do governo, exercida pelo vereador Carlos Ferreira (PSB), chamar todos os colegas para explicar a importância de votar o projeto, os parlamentares decidiram que a matéria deveria ser mesmo apreciada somente em agosto.

O projeto, que dá acesso aos US$ 40 milhões, visa ampliar e reformar diversos equipamentos de saúde da cidade, como as USs Parque João Ramalho e Jardim Irene, Hospital da Mulher e o Centro de Especialidades Odontológicas. Ao todo, o Executivo elenca 44 unidades de saúde e demais equipamentos que receberiam alguma intervenção para melhoria e expansão.

Além disso, parte do montante seria utilizada para ações de fortalecimento da gestão e da assistência no pós-pandemia, como conectividade da rede municipal de saúde, fundo de inovação, treinamentos, capacitação e consultoria. Nesse rol, o Executivo elenca 14 ações.

A apreciação do projeto em agosto, entretanto, causa certa preocupação ao prefeito da cidade, Paulo Serra (PSDB). Isso porque a gerência do Cone Sul do Banco Interamericano deverá fazer revisão de todos os projetos que possuem recursos já firmados para este ano. Como a votação da lei está pendente desde o ano passado, é possível que a gerência avalie retirar esses recursos para 2022.

Segundo Ferreira, a intenção de apreciar o projeto somente após o recesso é para que a gestão possa dar mais detalhes de onde deverá ser utilizado o montante requerido pelo Executivo.

“A casa está discutindo esse projeto, o governo ficou de dar explicações sobre isso. Nós estamos aguardando uma discussão com o prefeito para saber onde será investido esse dinheiro. O que o governo vai fazer com os US$ 40 milhões emprestados pelo BID”, declarou o líder de governo. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;