Fechar
Publicidade

Domingo, 14 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rússia: Kremlin nega que tenha dado calote após ter perdido pagamentos de dívidas



27/06/2022 | 21:16


O Kremlin negou, nesta segunda-feira, que a Rússia tenha dado calote na dívida. O país perdeu o pagamento de dois títulos em moedas estrangeiras na fim da noite deste domingo, dia em que marcou o fim do período de 30 dias de carência, de acordo com os detentores de título. A Rússia deveria pagar em euros o equivalente a US$ 100 milhões.

"As alegações de que a Rússia está inadimplente estão erradas. Um pagamento em moeda estrangeira foi feito em maio, e o fato de os fundos não terem sido transmitidos aos destinatários não é problema nosso", disse o porta-voz presidencial Dmitry Peskov a repórteres.

Calote simbólico

Investidores e advogados dizem que o país entrou em default porque os fundos não chegaram aos detentores de títulos. A Rússia provavelmente argumentará que cumpriu suas obrigações porque enviou fundos para a câmara de compensação Euroclear, embora esses fundos não tenham sido encaminhados aos investidores devido a sanções, de acordo com um detentor de títulos. Os advogados dizem que os documentos dos títulos não são claros sobre se os pagamentos que chegaram à câmara, mas não à conta do detentor dos títulos, constituiriam um default formal. Um porta-voz da Euroclear não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Embora os termos dos títulos tenham sido tecnicamente quebrados, o padrão é amplamente simbólico por enquanto. As agências de classificação normalmente o declarariam um evento de default, mas suspenderam a cobertura dos títulos do país após as sanções do Ocidente.

Os próprios detentores de títulos provavelmente vão querer esperar antes de iniciar formalmente o processo de inadimplência, na esperança de serem pagos de volta após o término da guerra. Declarar a inadimplência agora forçaria a Rússia a pagar o princípio dos empréstimos imediatamente, mas as mesmas sanções que impedem o pagamento de juros também impediriam esses pagamentos.

A Rússia deixou de pagar sua dívida em moeda local em 1998 em meio à crise do rublo. Esse evento desencadeou o colapso do fundo de hedge Long Term Capital Management e representou uma ameaça para todo o sistema financeiro. A crise foi evitada por um resgate de outros bancos. O fim do LTCM mais tarde seria visto como um prenúncio para a crise financeira uma década depois.

O último calote da dívida russa em moeda estrangeira aconteceu em 1918, quando o novo governo comunista de Vladimir Lenin se recusou a assumir as dívidas da Rússia sob os czares.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;