Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 10 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Retrospectiva das férias ­- XIII. No campo do Meninos, uma praça japonesa. As festas do Lira Serrano. A chegada do Senac.


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

27/06/2022 | 11:52


SÃO BERNARDO

1975 – Em dezembro era inaugurada a praça oriental do bairro Rudge Ramos, conforme exemplar de informativo daProserv enviado à Memória durante nossas férias pelo pároco local, otambém memorialista padre Paulo Afonso. A praça foi construída no espaço do antigo campo de futebol do Meninos FC, onde jogaram equipes como a do São Paulo FC, em 1968, que tinha na ponta esquerda o famoso Paraná.

Proserv, que construiu a praça, foi uma das empresas de economia mista criadas no governo do prefeito Geraldo Faria Rodrigues, que governou São Bernardo entre 1973 e 1977.

O informativo com a notícia da inauguração da praça oriental foi doado ao Centro de Memória daParóquiaSão JoãoBatista, em Rudge Ramos, pelo filho do saudoso Élcio Cândido, o Macalé, que foi vereador e vice-prefeito de São Bernardo na gestão Geraldo Faria.

PARANAPIACABA

1997 – Em 27 de abril era reaberto o Clube União Lira Serrano, hoje em processo de nova reforma.

A sede do Lira Serrano tem histórias fascinantes. Relacionar os eventos ali realizados ao longo do tempo daria um belo livro.

Em 1940, por exemplo, aconteceu na sede do Lira Serrano um festival em benefício da Cruz Vermelha Britânica, em plena Segunda Guerra Mundial.

Do festival tomou parte o JazzMoreira, daprópriaVila deParanapiacaba, que animou um baile.Houve exibição do filme Filho de Tarzã.

Barracas diversas foram armadas em torno da sede, para venda de sanduíches, bebidas e aperitivos.

Houve competição de futebol no estádio do Serrano, saindo-se vencedora a equipe da Mecânica da Estrada de Ferro frente ao time da Linha Ferroviária.

SANTO ANDRÉ

1962 – Em 19 de março o Senac instala sua primeira escola em Santo André, no prédio do Ginásio Santo André. Era seu diretor o professor Edenyr Machado, que depois seria secretário de Turismo da Prefeitura paulistana.

SÃO CAETANO

1937 – Em 11 de abril era deportado para a Espanha um sapateiro de São Caetano, Francisco Marques, acusado de pertencer à Aliança Nacional Libertadora.

Pesquisa: José de Souza Martins.

DIADEMA

1949 – Rádio Excelsior, atual CBN, obtinha licença para instalar transmissores no bairro Piraporinha.

MAUÁ

1997 – Em 7 de abril, a Prefeitura de Mauá inaugurava exposição com 18 gravuras inéditas de Hans Grudzinski, artista plástico que viveu na cidade de 1947 a 1986.

Nota – O mesmo Grudzinski cuja casa-atelier foi demolida sem dó nem piedade bem recentemente, sem que os gritos desta página Memória fossem ouvidos ou ao menos debatidos.

RIBEIRÃO PIRES

1908 – Fundada a seção Ribeirão Pires da União dos Canteiros do Estado de São Paulo, cuja matriz foi fundada um ano antes em São Paulo, a 1º de maio de 1907.

Pesquisa: Antonio José Marques.

RIO GRANDE DA SERRA

2002 – Entre maio e junho organizavam-se os preparativos para a realização, em julho, do VII Congresso de História do Grande ABC, pela primeira vez em Rio Grande da Serra.

Uma das decisões foi a de homenagear pesquisadores falecidos, entre os quais Arlindo Albino Marques (Rudge Ramos, São Bernardo), Attilio Pessotti (São Bernardo). Celso Daniel (Santo André), Floriza Coppini (São Bernardo), Iracema Mathias Roca (Ribeirão Pires), Odette Bellinghausen (São Bernardo), Renato Mariani (Mauá) e Roberto Bottacin (Ribeirão Pires).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;