Fechar
Publicidade

Sábado, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Estranhas coincidências


Do Diário do Grande ABC

25/06/2022 | 22:38


Edital elaborado pela Câmara de São Caetano, para a contratação de empresa que forneça sistema de informatização, tem causado desconfiança entre advogados especialistas em compras públicas e vereadores de oposição. Quarenta e um dos 46 itens do documento são cópias fiéis dos de uma licitação antiga aberta em 2017 pela Prefeitura da mesma cidade. A semelhança pode sugerir irregularidades no processo, como apontam fontes ouvidas em reportagem publicada nesta edição do Diário. Ambos os textos são de autoria de Marília Marton, atual diretora administrativa do Poder Legislativo e braço-direito do presidente Tite Campanella (Cidadania).

Como o contrato envolve gastos de R$ 1,1 milhão dos cofres públicos e está sendo conduzido por dupla cuja atuação já causou danos de grande monta à imagem de São Caetano, a licitação deve ser acompanhada de perto pelos agentes fiscalizadores da moralidade. Tite Campanella tem ligação umbilical com Marília Marton, a ponto de ela ser chamada de “primeira-ministra” tanto por adversários, o que seria natural, quanto por aliados do presidente da Câmara – neste caso, evidentemente, sempre pelas costas. Não convém, portanto, deixá-los soltos na gestão de recursos tão vultosos.

Em sua vida pública, Tite Campanella já deu mostras suficientes de descaso com dinheiro público quando se trata de garantir seus interesses privados, de seus familiares ou então de quem lhe é íntimo. Mesmo assim – ou talvez exatamente por isso –, não perde a confiança do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). Daí não ser prudente esperar que o Executivo cobre responsabilidade do chefe do Legislativo.

Jander Lira, vereador do PSD, recorreu a um pensamento do presidente Tancredo Neves para comentar o estranho edital da Câmara. “Em política, não há coincidências.” E seguramente o político mineiro, de famosa memória, ao cunhar a frase lapidar não tinha diante de si um documento praticamente todo plagiado. Que pode representar um custo milionário para o contribuinte, importante lembrar. Toda vigilância, portanto, é pouca.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;