Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André registra primeiro caso da varíola dos macacos

Reprodução/TV Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paciente de 36 anos apresenta quadro estável e está em isolamento na cidade


Thaina Lana
Diário do Grande ABC

25/06/2022 | 00:25


os 11 casos confirmados no Estado de São Paulo da varíola dos macacos (Monkeypox), um está no Grande ABC. O paciente, 36 anos, é de Santo André e apresentou os primeiros sintomas da doença após retorno de viagem à Europa. Ele testou positivo para o vírus em hospital privado na Capital e está atualmente isolado em casa, sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica da cidade. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o paciente está estável e apresenta boa evolução. O nome do andreense e bairro onde ele reside não foram divulgados.


A fim de monitorar e identificar novos casos na cidade, a Prefeitura de Santo André promoveu nesta semana atividades de capacitação sobre a varíola dos macacos para profissionais de saúde das redes pública e privada. Na ação foram apresentadas as principais características da doença, aspectos clínicos com sinais e sintomas, meios de transmissão e medidas de prevenção, histórico da doença no mundo, definição de caso e o que fazer após um caso suspeito, notificação, além da apresentação do fluxograma assistencial. Os treinamentos foram conduzidos pelos departamentos de Vigilância à Saúde, Gestão Estratégica e Atenção à Saúde.


“Com planejamento e infraestrutura, Santo André está preparada para lidar com a nova doença. Equipes da saúde foram capacitadas para o atendimento e acompanhamento de casos que possam surgir, com a mesma eficiência e acolhimento que nos fazem referência em cuidar de pessoas. Estamos monitorando o cenário de contágio e agindo de maneira preventiva”, destacou o prefeito Paulo Serra (PSDB) sobre a ação de capacitação e o caso confirmado no município.


A Secretaria de Saúde da cidade ressalta que as pessoas que apresentarem os principais sintomas da varíola dos macacos, como feridas na pele, dores musculares e febre, entre outros (veja na arte ao lado), devem procurar a unidade saúde ou UPA (Unidade de Pronto Atendimento) mais próxima da residência.


O clínico geral, especialista em medicina preventiva e nefrologista, Carlos Machado, explica sobre a alta taxa de transmissibilidade do vírus. “A pessoa, após entrar em contato com o vírus, demora, em média, de uma a duas semanas para começar a apresentar os sintomas, que é quando aparece o quadro infeccioso inicial, com febre, mal-estar, dor no corpo, algo como se fosse infecção viral comum e, após alguns dias, é que começam a surgir as feridas no corpo. A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama”, finaliza o especialista.


CENÁRIO NACIONAL
No País, até o momento foram identificados 17 casos para Monkeypox, sendo 11 ocorrências em São Paulo, quatro no Rio de Janeiro e duas no Rio Grande do Sul – destes, 11 são importados, com histórico de viagem para Europa, e três são autóctones. “O Ministério da Saúde, por meio da Sala de Situação e do Cievs Nacional, segue em articulação direta com o Estado de São Paulo para monitoramento dos casos e rastreamento dos contatos. A pasta orienta que casos suspeitos sejam notificados imediatamente”, diz o Ministério da Saúde sobre as ocorrências no Estado.


O órgão estadual de saúde confirmou na quinta-feira três casos autóctones (de transmissão local) de varíola dos macacos em São Paulo. São três pacientes homens, moradores da Capital, com idades entre 24 e 37 anos, sem histórico de viagem para países com casos confirmados. As ocorrências ainda estão em investigação para a busca de vínculos de transmissão.
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;