Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Diadema vai investir R$ 12,1 milhões em moradias

Divulgação/PMD Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Construção de 77 imóveis vai beneficiar famílias de baixa renda e moradoras de áreas de risco


Da Redação

22/06/2022 | 08:34


A Secretaria de Obras, em conjunto com a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano de diadema, publicou edital para contratação de empresa que vai construir o Conjunto Habitacional Yamberê II, no Jardim Inamar. A licitação foi aberta na última quarta-feira e envolve investimento de R$ 12,1 milhões, sendo R$ 8,8 milhões de recursos da Prefeitura e R$ 3,3 milhões de aporte do governo federal.

Serão 77 imóveis para famílias de baixa renda e moradoras de áreas de risco, algumas das quais estão esperando há cerca 15 anos por uma unidade habitacional. "Estamos começando a tornar realidade um sonho que as famílias do Jardim Inamar sempre tiveram e que, por muito tempo, acharam que jamais se concretizaria. Foi um trabalho intenso da Secretaria de Habitação para regularizar o contrato e renegociar a situação com a Caixa. Vamos garantir dignidade às famílias do Jardim Inamar", pontuou o secretário de Habitação, Ronaldo Lacerda.

O projeto do Conjunto Yamberê II é de 2012, quando foi aberta licitação para construção do conjunto, que integrava o PAC Beira Rio, mas não teve andamento nos anos seguintes. Em 2021, o trabalho de regularização burocrática da obra foi restabelecido. A Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano buscou, junto à Caixa e ao Ministério do Desenvolvimento Regional, regularizar a situação para que a obra pudesse sair do papel.

Na semana passada, funcionários da pasta terminaram a etapa de limpeza do terreno depois do acordo de desapropriação de dois imóveis da região. A área será cercada enquanto a etapa de licitação e contratação da empresa não forem concluídas. O prazo de execução da obra é de 24 meses a partir da assinatura do contrato com a vencedora da concorrência pública. Além da construção das unidades, o projeto prevê a revitalização do Conjunto Yamberê I, entregue em 2011.
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;