Fechar
Publicidade

Domingo, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Confiança da construção cai 1,4 ponto em maio, a 96,3 pontos, afirma FGV



26/05/2022 | 08:34


O Índice de Confiança da Construção (ICST) caiu 1,4 ponto em maio, para 96,3 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador avançou 0,9 ponto. O recuo do ICST em maio foi puxado pela piora no Índice de Situação Atual (ISA-CST), que caiu 1,9 ponto, para 92,5 pontos. Nas aberturas, houve contração de 3,2 pontos da situação atual dos negócios, para 89,7 pontos, no menor nível desde julho de 2021. O indicador de carteira de contratos, por sua vez, cedeu 0,4 ponto, para 95,4.

Já o Índice de Expectativas (IE-CST) registrou queda de 0,7 ponto, para 100,3 pontos, mas permaneceu acima do nível neutro (100 pontos). O recuo teve influência da baixa de 0,9 ponto nas perspectivas sobre a demanda nos próximos três meses, a 102,5 pontos, e da contração de 0,5 ponto da tendência dos negócios nos próximos seis meses, a 98,0 pontos.

"A queda da confiança em maio corrigiu um pouco o otimismo do mês passado, mas na comparação interanual, a diferença se mantém significativa em favor de 2022", diz em nota a coordenadora de Projetos da Construção do Ibre/FGV, Ana Maria Castelo. "Dessa forma, a percepção do empresário da construção é que, a despeito da forte alta das taxas de juros e dos custos em elevação, a situação em 2022 ainda é mais favorável. E as expectativas, moderadamente otimistas, sugerem uma resiliência maior da demanda setorial."

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) da Construção teve leve alta de 0,2 ponto porcentual, para 76,0%. O NUCI de Mão de Obra subiu 0,5 ponto, para 77,5%, ao passo que o NUCI de Máquinas e Equipamentos caiu 0,6 ponto, para 71,6%.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;