Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Sem acordo com sindicato, Caoa Chery comunica demissões na fábrica fechada em Jacareí



25/05/2022 | 19:15


Após anunciar no início do mês o fechamento da fábrica de Jacareí, no interior paulista, a montadora Caoa Chery enviou nesta quarta-feira, 25, telegramas aos funcionários comunicando o encerramento dos contratos de trabalho.

O aviso das demissões acontece antes de a montadora chegar a um acordo em torno das indenizações, adicionais às verbas rescisórias legais, que serão pagas aos trabalhadores em razão do fim da produção. Ao comunicar o fechamento da fábrica, onde eram montados utilitários esportivos e sedãs, a Caoa Chery informou que a unidade passará por adaptações para voltar a funcionar apenas em 2025 com a produção de carros híbridos ou totalmente elétricos.

O sindicato dos metalúrgicos da região segue mobilizado pela suspensão das demissões. Contudo, a empresa argumenta que não pode aceitar a proposta sindical de layoff, com a suspensão dos contratos por cinco meses, e estabilidade de emprego pelos três meses seguintes, porque não pretende retomar as atividades nesse período.

No comunicado em que confirma o envio dos telegramas de demissão, a montadora assegura que vai cumprir com todos os direitos trabalhistas, incluindo o depósito das verbas rescisórias legais. Também informa que segue aberta às negociações com a direção sindical. Conforme número do sindicato, por volta de 480 trabalhadores foram demitidos.

Enquanto o sindicato acusa a direção da montadora de quebrar um compromisso de abertura de layoff, a empresa classifica como "inflexível" a postura dos representantes dos trabalhadores nas negociações. Também relata que a fábrica foi danificada ontem durante ocupação de aproximadamente 200 trabalhadores em protesto contra o fechamento.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;