Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 30 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo religioso e fúnebre surge triunfante


Rodermil Pizzo

25/05/2022 | 09:07


Após dois anos de tantas mortes, internações e perdas trágicas, eis que surge triunfante o turismo. Com a missão de promover aproximação, aliviar a tensão e o stress do confinamento e ligar entes e amigos que sobreviveram à crise pandêmica ou visitar os locais de sepultamento dos que lamentavelmente perderam a batalha para a Covid.

É expressivo o número de passageiros que fazem planos para rever locais e pessoas que estavam isoladas e afastadas. Existem ainda os interessados em conhecer, por mera curiosidade ou estudos, o famoso epicentro do foco da Covid. Wuhan hoje é um nome conhecido e muito procurado como alternativa de destino para pesquisadores e acadêmicos.

As emissões de passagens aéreas, nacionais e internacionais, e passagens rodoviárias, sem relação com hotelaria no destino final, cresceram muito nos últimos meses. Descansar ou apenas relaxar já não é a única motivação do deslocamento. Se o turista lograr em uma única viagem diversão, descanso e visita a conhecidos ou parentes que não via há dois ou mais anos, é considerada a viagem perfeita. E para transformar a viagem perfeita em mais que perfeita, soma-se um local de contemplação ou de exercício da religiosidade e da fé.

Os destinos para pagamento de promessas ou votos – como Aparecida, no Interior de São Paulo, ou Fátima, em Portugal – estão em alta.

A oportunidade de viajar, passear, desfrutar e ainda agradecer por passar ileso diante da morte iminente é uma necessidade de demonstração pública pelos que entendem como milagre ou graça alcançada ter sobrevivido à pandemia.

Neste momento, é muito importante, para quem trabalha no turismo, que se busquem informações e aperfeiçoamento sobre os destinos de fé, pois o turismo religioso terá espaço nos tops destinos por alguns anos. Também os empreendimentos turísticos devem ficar atentos e separar um espaço para meditação, missa ou cultos ecumênicos aos seus hóspedes, já que é certeiro que irão tirar algum tempo desta hospedagem para reflexão e gratidão espiritual.

Destinos internacionais, como a Israel e sua Terra Santa, Roma com o Vaticano, Santiago de Compostela, para os mais preparados fisicamente, e por que não?, Indonésia aos mais aventureiros, estão nos planos de devotos de todas as religiões.

Temos ainda os destinos próximos e de fácil acesso, como Guaratinguetá, Terra do Frei Galvão, as famosas Cidades Históricas Mineiras, ou Nova Trento, em Santa Catarina, Templo de Madre Paulina.

Salvador pode se beneficiar do momento, ofertando suas praias e permitindo visitação em suas lendárias 365 igrejas, e o Ceará, recebendo milhares de turistas em Juazeiro do Norte dos devotos de Padre Cícero.

Os pontos de meditação também estão lotando. Como exemplo temos o Templo Budista Zu Lai em Cotia, São Paulo.

Indiferentemente do valor de investimento e do local escolhido, o poder do turismo de causar a sensação de prazer, acolhimento e gratidão à vida, voltou a ser parte da rotina do mundo e dos que nele habitam.

Rodermil Pizzo é doutorando em Comunicação, mestre em Hospitalidade e colunista do Diário, da BandFMBrasil e do Diário Mineiro. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;