Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians empata e mantém tabu de não
perder para o São Paulo em sua arena

Divulgação/SPFC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


22/05/2022 | 18:22


O São Paulo teve a chance de, enfim, quebrar o tabu de nunca ter vencido na Neo Química Arena. Mas após sair em vantagem, recuou demais na etapa final e acabou sofrendo o empate do Corinthians, por 1 a 1, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time alvinegro na liderança da competição, com 14 pontos, dois a mais que o tricolor.

Agora são 16 partidas de invencibilidade do Corinthians diante do São Paulo no estádio em Itaquera: são 10 vitórias e seis empates. O resultado só não foi diferente porque o goleiro Cássio fez ótimas defesas no primeiro tempo, quando o São Paulo fez o gol, e evitou o pior. Depois, o Corinthians reagiu e conseguiu a igualdade.

As duas equipes entraram em campo com uma formação praticamente espelhada, com três zagueiros, os laterais atuando como alas e dois jogadores na frente: Willian e Jô pelo Corinthians e Luciano e Calleri, pelo São Paulo. E logo de cara os donos da casa tomaram a iniciativa e tiveram duas chances, com Mantuan, que chutou por cima, e com Willian, que obrigou Jandrei a espalmar uma cobrança de falta.

A partir daí, o São Paulo se encontrou em campo e passou a ter o domínio do duelo, tendo mais posse de bola, exercendo forte marcação e tentando criar as jogadas pelos dois lados do campo. O primeiro chute do tricolor saiu apenas aos 14 minutos, com Luciano arriscando de longe e a bola saiu sem direção.

Só que quatro minutos depois o goleiro Cássio foi exigido e passou a evitar o pior. Alisson recebeu um bom passe de Calleri e tentou mandar no canto, mas o goleiro corintiano salvou. Pouco tempo depois, no levantamento de Rodrigo Nestor na área, Calleri cabeceou com perigo e Cássio salvou novamente.

A pressão do São Paulo era maior, mas em uma falha defensiva, Renato Augusto recebeu pela direita e cruzou para Jô se antecipar a Arboleda e marcar. Após análise do VAR, a arbitragem anotou impedimento de Renato Augusto no lance e anulou o gol. Mas isso serviu para levantar os torcedores do Corinthians, que tentavam empurrar o time para equilibrar o jogo.

O jogo ficou parado em algumas oportunidades, por discussões fortes entre os jogadores, empurrões e análise do VAR em dois supostos pênaltis para o São Paulo. Até por isso o árbitro Wilton Pereira Sampaio deu quase dez minutos de acréscimo no primeiro tempo. E foi aos 50 que Alisson recebeu em boa posição, cruzou, Calleri ajeitou e abriu o placar.

Atordoado, o Corinthians mostrava grandes falhas defensivas e tinha dificuldade para criar as jogadas. E quase tomou o segundo ainda na etapa inicial, quando Cássio fez praticamente três milagres na mesma jogada, em chutes de Calleri e Rodrigo Nestor, e evitou mais um gol dos visitantes.

Na volta do intervalo, as duas equipes abriram mão do sistema com três zagueiros e nas mexidas o Corinthians conseguiu equilibrar o duelo para tentar mais chances. O São Paulo se defendia bem, mas abriu mão da posse de bola e apostava suas fichas em um possível contra-ataque para tentar matar o jogo. Mas as mexidas do técnico Rogério Ceni não deram certo.

Melhor no ataque, o time alvinegro teve uma boa chance com Maycon, pela direita, que cruzou, mas Rodrigo Nestor afastou. O São Paulo até chegou a fazer outro gol, com Eder, mas ele estava impedido e a marcação da arbitragem foi correta. A partir daí, o Corinthians passou a pressionar ainda mais em busca do empate.

O gol quase saiu aos 18, quando a bola espirrou e sobrou para Jô, que quase marcou. Um minuto depois, Diego Costa tentou afastar, a bola foi contra a própria meta e Jandrei salvou. Mas aos 34 não teve jeito. Lucas Piton recebeu em profundidade e cruzou na medida para Adson, que mandou de cabeça e deixou tudo igual em Itaquera.

A partir daí o duelo ficou aberto. O Corinthians tentava a virada, empurrado por sua torcida, e Ceni colocou Rigoni em campo, a fim de tentar o gol da vitória. Aos 48, Léo recebeu pela esquerda e cruzou para Igor Gomes. Livre, o meio-campista cabeceou para o gol, mas Cássio salvou novamente, garantindo o empate em casa. Na jogada, o goleiro acabou se machucando e foi substituído. Mas o duelo logo terminou.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 1 SÃO PAULO

CORINTHIANS - Cássio (Matheus Donelli); João Victor, Gil (Adson) e Raul; Mantuan, Du Queiroz, Maycon (Giuliano), Renato Augusto e Fábio Santos (Lucas Piton); Jô e Willian (Júnior Moraes). Técnico: Vítor Pereira.

SÃO PAULO - Jandrei; Diego Costa, Arboleda e Léo; Igor Vinicius (Rafinha), Rodrigo Nestor (Gabriel Neves), Igor Gomes, Alisson (Rigoni) e Reinaldo (Patrick); Luciano (Eder) e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Calleri, aos 50 minutos do primeiro tempo. Adson, aos 34 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Victor, Du Queiroz, Diego Costa, Alisson, Gabriel Neves.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

RENDA - R$ 3.688.132,50.

PÚBLICO - 44.672 pagantes.

LOCAL - Neo Química Arena, em São Paulo (SP).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;