Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nossos 25 anos de coleta seletiva


Do Diário do Grande ABC

22/05/2022 | 08:28


Ao olharmos para trás, nos orgulhamos ao perceber o quanto Santo André se transformou, tornando-se referência em desenvolvimento, inovação, tecnologia, infraestrutura e políticas públicas. Quando abordamos questões socioambientais, o município é pioneiro em diversas ações, como ser a primeira cidade do Grande ABC a oferecer o serviço de coleta seletiva porta a porta. É com muito orgulho que comemoramos, em 2022, os 25 anos do Programa de Coleta Seletiva. Ao ser precursora, a nossa cidade chamou a atenção para este tema tão importante e estimulou outros municípios a darem destino sustentável aos resíduos recicláveis.


O que antes não tinha tanto valor passou a movimentar a economia, gerar emprego e renda, transformar vidas e contribuir com a preservação do meio ambiente. Quando assumimos a gestão, a reciclagem ganhou ainda mais relevância. O índice de reaproveitamento, que estava em 12%, triplicou. E, com o fortalecimento de ações de sucesso e o desenvolvimento de novas iniciativas, vamos ampliar ainda mais estes números. Em 2017, em parceria com o Semasa e o Banco de Alimentos, criamos a maior política socioambiental do município: o programa Moeda Verde, que transforma recicláveis em alimentos, ao permitir que comunidades carentes troquem papel, vidro, papelão e metal por frutas, legumes e verduras frescos. Já são 21 locais beneficiados, impactando a vida de quase 100 mil pessoas. Até o fim da nossa gestão, chegaremos a 30 comunidades.


Outros dois importantes programas são o Meu Condomínio Recicla e Moeda Pet. No primeiro, grandes geradores de resíduos ampliam a coleta seletiva e, com o Moeda Pet, garrafas plásticas tornam-se ração para cães e gatos.
Também realizamos ação histórica: a assinatura do contrato com as cooperativas de reciclagem, que permitiu a regulamentação e formalização das suas operações. Com isso, os cooperados passaram a ser recompensados financeiramente com a redução de toneladas de resíduos que seriam aterradas. Um gesto de respeito, reconhecimento e valorização às pessoas que possibilitam que as indústrias possam dar vida nova a diversos materiais.


Nestes 25 anos do Programa de Coleta Seletiva, serão entregues mais dez estações de coleta, totalizando 30 equipamentos para receber entulho, recicláveis, pneus, madeiras e eletroeletrônicos. Isso permitirá que Santo André seja a cidade brasileira com a maior rede de ecopontos, proporcionalmente à sua população. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas ao olhar para o futuro já estamos colhendo os frutos para garantir vida mais próspera, digna e sustentável para a nossa gente.

Paulo Serra é prefeito de Santo André. Gilvan Junior é superintendente do Semasa.


PALAVRA DO LEITOR

Cartão
Fiquei horrorizado com o que eu vi no Portal da Transparência, que qualquer um pode acessar (Flávio Bolsonaro alega que gastos do cartão corporativo do pai são para segurança). Os gastos com cartão corporativo nunca foram tão altos, só neste ano já deu mais de R$ 200 milhões! Gastos com o quê? Você pergunta! Mercado Pago e Pagar.me são líderes de recebimento. Ou seja, não estão gastando, estão nos roubando! Pesquise você mesmo!
Tiago Almeida
do Facebook


Amarelinhos
Fico impressionada com a atuação dos ‘amarelinhos’ em Santo André, porque são de ineficiência gritante. Eles se posicionam nos cruzamentos, algumas vezes pela grande quantidade de veículos, reconheço, mas nunca em situações de desespero, e apitam e sinalizam para que os carros avancem quando a luz do semáforo está verde, e mandam parar na vermelha! A função do semáforo não é justamente essa? Para que serve amarelinho em uma situação dessa? Mas procure algum deles quando há fila dupla de carros em porta de escolas particulares renomadas...
Janete Maria Florêncio
Santo André


Aumentaram
Vejam só como a gente precisa se informar corretamente antes de comprar ideias de políticos, principalmente se forem da estirpe de Bolsonaro. Hoje em dia, os bolsonaristas veem um País maravilhoso sob a gestão do genocida, mas digo a esses que aumentaram algumas coisas no Brasil. Por exemplo, aumentou a concorrência de pessoas nos lixões na disputa por comida. Também teve alta a disputa por espaço para dormir em calçadas com os mendigos. Também aumentou a briga por ossos nos açougues. Outro aumento foi o de pastores ligados a Bolsonaro disputando verbas públicas com os milicianos ligados à familícia.
Franco Moretson
Santo André


UPA Bangu
O banheiro masculino da UPA Bangu, localizada na Rua Avaré, 107, na Vila São Pedro, em Santo André, está com dispenser de sabão líquido quebrado em plena pandemia de Covid. Por ser local que atende grande número de pessoas com diversas doenças, isso não pode acontecer e não ser resolvido imediatamente.
Eliel Queiroz Barros
Santo André


Inércia
Neste abril que passou nós tivemos índice de inflação maior desde 1995, o preço da gasolina batendo recordes toda semana no País inteiro, o gás de cozinha com maior valor do século e energia elétrica com alta de 15%, mas nós, brasileiros, ao invés de estarmos nas ruas para mostrar indignação, para tirar o presidente, estamos assistindo aos parlamentares discutindo sobre tornozeleira eletrônica do deputado Daniel Silveira, indultado por Bolsonaro para desviar o foco das investigações sobre absurdos que ele comete. Nossa inércia é um dos motivos para estarmos no fundo do poço. Temos péssimos políticos, e a culpa é nossa.
Júlio César Santos
São Bernardo
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;