Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Viola Davis revela que diretor já lhe confundiu com empregada



21/05/2022 | 13:17


Viola Davis fez algumas reflexões sobre o racismo na indústria do cinema em uma entrevista organizada pela revista Variety em Cannes, na última sexta-feira, 20. Em um dos relatos, ela relembrou um episódio de preconceito por parte do diretor de uma produção na qual trabalhava, ao qual não citou o nome.

"Ele disse: 'Louise!'. Eu o conheci por 10 anos e ele me chamou de Louise. Descobri que era pelo fato de o nome de sua empregada ser Louise. Eu tinha por volta de 30 anos àquela época, então já faz algum tempo, mas o que você tem que perceber é que essas microagressões acontecem o tempo todo", afirmou.

A atriz também falou da escassez de papéis importantes para artistas negras: "Sei que quando deixei How To Get Away With Murder série da qual foi protagonista eu não vi muitas mulheres de pele negra em papéis principais na TV, e nem mesmo em serviços de streaming".

Viola Davis usou o filme "Comer, Rezar, Amar", em que atuou como coadjuvante, como exemplo. Para ela, caso a personagem de Julia Roberts fosse negra, não seria interessante para a indústria. "As pessoas não conseguem conciliar a negritude com o despertar espiritual e a sexualidade. É muita coisa para elas".

"Se eu quisesse interpretar uma mãe de família que vive numa vizinhança pobre e que meu filho fosse um membro de gangue que morreu por um tiro, eu poderia. Se eu interpretasse uma mulher que está querendo se repaginar voando para Nice e dormindo com cinco homens aos 56 anos - parecendo comigo, eu teria dificuldades para fazê-lo, mesmo como Viola Davis", disse.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;