Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

SP bate novo recorde de investimentos empresariais anunciados


Da APJ

22/05/2022 | 00:01


Os investimentos anunciados no Estado de São Paulo atingiram quase R$ 40 bilhões nos primeiros quatro meses do ano, segundo a pesquisa Piesp, elaborada pela Fundação Seade. Segundo o levantamento, divulgado nesta semana, os investimentos anunciados totalizam R$ 39,9 bilhões no 1º quadrimestre de 2022, valor superior aos verificados no mesmo período de 2020 (R$ 19 bi) e 2021 (R$ 15 bi) e mantendo curva de alta verificada no 1º trimestre. Segundo a Seade, em janeiro de 2022 os investimentos anunciados atingiram R$ 15,2 bilhões; no mês seguinte, o valor foi de quase R$ 3,8 bilhões. Em março, o montante ultrapassou os R$ 19 bilhões e, fechando o quadrimestre, os anúncios registrados em abril foram de quase R$ 1,8 bilhão.

As fatias do bolo
Veja como ficaram os principais investimentos anunciados para o Estado de São Paulo e municípios, no período de janeiro a abril de 2022: Estado de SP – R$ 39,9 bi; Município de São Paulo – R$ 14,0 bi; Iracemápolis – R$ 10 bi; Investimentos inter-regionais – R$ 9,6 bi; Diversos municípios da região de Caraguatatuba – R$1,5 bi; Santos R$1,0 bi; Franca – R$ 790,2 mi; Pindamonhangaba – R$ 550 mi; São Pedro – R$ 450 mi; Piracicaba – R$ 443,9 mi; Santo André – R$ 442,0 mi; Lençois Paulistas – R$ 153,0 mi Região de S. José dos Campos – R$ 120 mi; Bauru – R$100 mi; Itápolis – R$ 100 mi; Mauá – R$ 83 mi; Guarulhos – R$ 70 mi; Lorena – R$ 60,1 mi; S. Bernardo do Campo – R$ 60,0 mi; Indaiatuba – R$ 50 mi; Guaiçara – R$ 43 mi; Itaquaquecetuba – R$ 42,7 mi; Sorocaba – R$ 32,5 mi; Lins – R$ 30 mi; Hortolândia – R$ 23,4 mi; Mogi Guaçu – R$ 20,0 mi; Jundiaí – R$ 18,8 mi; Avanhandava – R$ 14,5 mi; Suzano – R$ 14 mi; Campinas – R$ 6,1 mi; Araçatuba – R$ 5 mi; S. José do Rio Preto – R$ 3,7 mi; S. José dos Campos – R$ 3 mi; Mogi das Cruzes – R$ 2,5 mi.

Maiores
Os investimentos mais vultosos foram da empresa Great Wall Motor, no município de Iracemápolis, no valor de R$ 10 bilhões, da empresa CCR-RioSP (R$ 7,4 bilhões) e da empresa Movida com R$ 6,0 bilhões.

Setores
Analisando os investimentos registrados por subsetores da economia, as atividades auxiliares de transportes participaram com R$ 10,8 bilhões (27%) do total de anúncios, a indústria automotiva somou R$ 10,1 bilhões (25,2%) e os aluguéis não imobiliários colaboraram com R$ 6 bilhões (15%). Entre os demais subsetores, destacaram-se: transporte aéreo (9,6%), alojamento (5,1%), bebidas (5,1%), varejo (2,2%) e educação com 2%.

Em Piracicaba
A multinacional BorgWarner oficializou a instalação de uma fábrica de baterias para veículos elétricos em Piracicaba, dentro da unidade que fabrica componentes para reposição e sistemas de injeção. Em setembro do ano passado a empresa anunciou investimento de aproximadamente R$ 15 milhões na nova etapa para a expansão da sua capacidade produtiva, com expectativa de geração de 150 vagas de emprego. (Jornal de Piracicaba, Rede APJ)

Turismo paulista
A Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo disponibilizou em seu site um novo painel sobre a reputação das 10 cidades selecionadas para serem monitoradas pelo órgão – Aparecida, Brotas, Campinas, Campos do Jordão, Eldorado, Ilhabela, Olímpia, Ribeirão Preto, Santos e São Paulo Capital.

Inovação no ABC
O Grande ABC deu mais um passo para fortalecer seu ecossistema de inovação, segundo a agência paulista de investimentos InvestSP. A região ganhou um portal específico para o anúncio de vagas de emprego na área de tecnologia. As empresas podem divulgar as oportunidades sem custo e os candidatos também não pagam nada para cadastrar os currículos. O Grande ABC é um importante polo de pesquisa e inovação e de formação de talentos, com etecs, fatecs, universidades públicas e privadas, incubadoras e parque tecnológico. A região ainda conta com mais de 10 mil empresas de tecnologia.

Crueldade contra animais em debate
O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL), a pedido de entidades como a Animal Equality, o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, a Sinergia Animal e a Mercy for Animals, apresentou na Assembleia Legislativa de São Paulo projetos de lei que proíbem, respectivamente, o sacrifício de pintinhos e bezerros machos. Segundo divulgou a Alesp, para a indústria da pecuária leiteira, o nascimento de cada bezerro macho significa prejuízo. Por isso, ter nascido macho significa que ele não será alimentado e terá uma morte prematura e dolorosa, por meios como asfixia, golpe no crânio, sangramento e até mesmo inanição. Na avicultura de postura ocorre o mesmo com os pintinhos machos, mas, como o número de espécimes é expressivamente maior, seu destino é serem encaminhados, vivos, a uma máquina trituradora. Quando dão sorte, são sufocados.

Sêmen sexado, a solução
O número de bezerros machos mortos logo após o nascimento é assustador. São 8 milhões por ano no Brasil, sendo 600 mil no Estado de São Paulo, conforme a diretora da ONG Sinergia Animal, zootecnista Fernanda Vieira. Para ela, o uso de sêmen sexado, além de pôr fim a essa desumanidade, representaria um ganho econômico aos pecuaristas.


Esta coluna é publicada pela Associação Paulista de Portais e Jornais e pode ser lida também no site www.apj.inf.br Publicação simultânea nos jornais da Rede Paulista de Jornais, formada por este jornal e outros 15 líderes de circulação no Estado de São Paulo 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;