Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

67% apoiam privatização da Petrobras, se preço do combustível cair, diz pesquisa



20/05/2022 | 10:57


Pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira, 20, mostra que 67% dos entrevistados seriam favoráveis à privatização da Petrobras caso haja segurança de que a venda da estatal leve à queda do preço dos combustíveis. De acordo com o levantamento, sem expectativa de alteração nos preços em caso de privatização, 49% da população diz não concordar com a venda da companhia, contra 38% favoráveis.

Para 44%, os preços dos combustíveis aumentariam ainda mais no caso da privatização da estatal.

A pesquisa foi realizada na semana seguinte ao pedido estudos feito pelo novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, para a inclusão da Petrobras no programa de desestatização do governo.

Responsabilidade

Em relação à responsabilidade pelo aumento no valor do combustível, 64% dos entrevistados consideram que a estatal tem "muita responsabilidade" sobre as sucessivas elevações nos preços.

Para 45%, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), teve muita responsabilidade.

A guerra na Ucrânia foi apontada por 40% dos entrevistados como muito responsável pela alta nos preços, mesmo porcentual que considera os governadores como principais responsáveis.

Do total de entrevistados, 37% deles classificaram como muito responsáveis os governos anteriores, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional, nos dias 16, 17 e 18 de maio.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-08011/2022. A margem de erro máxima é de 3,2 pontos porcentuais.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;