Fechar
Publicidade

Domingo, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Dólar cai com corte de juro chinês e apetite por risco; Treasuries e DXY limitam



20/05/2022 | 09:56


O dólar opera em queda ante o real e outras divisas emergentes e ligadas a commodities, que se beneficiam do corte de juros na China nesta sexta-feira, 20, para estimular a economia em meio ao pior surto da covid-19 no país desde o início da pandemia.

Mas a queda da moeda norte-americana é limitada pela alta do índice DXY e dos juros dos Treasuries, em recuperação após dois dias de perdas causadas por temores de recessão nos EUA em meio à alta da inflação e dos juros no país.

Algumas commodities agrícolas, como açúcar, sobem nesta manhã, e o petróleo ganhou força moderada à medida que investidores absorvem a decisão do Banco do Povo da China (PBoC) de cortar juros.

Em foco também está o anúncio da Rússia, de que cortará o fornecimento de gás natural à Finlândia, dias após o país nórdico e a Suécia formalizarem pedidos de adesão à Otan.

O índice DXY do dólar ante seis divisas principais subia 0,18%, a 102,904 pontos por volta das 9h45.

Às 9h48, o dólar à vista tinha viés de baixa de 0,09%, a R$ 4,9124.

Até então oscilou da mínima a R$ 4,9003 à máxima, a R$ 4,9209, com ajuste pontual após abertura negativa.

O dólar para junho recuava 0,53%, a R$ 4,9235.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;