Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 30 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coreia do Norte enfrenta covid com chá e propaganda na TV estatal



20/05/2022 | 08:00


Em recente visita noturna a uma farmácia, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, usando duas máscaras, lamentou a demora na entrega de remédios. Em paralelo, tenentes norte-coreanos colocaram em quarentena centenas de milhares de pessoas suspeitas de estarem com covid-19 e recomendaram aos que têm sintomas leves a ingestão de chá de folhas de salgueiro ou de madressilva.

Apesar de a propaganda descrever as ações como um esforço total, o medo é palpável entre os cidadãos, relatam desertores que estão na Coreia do Sul e têm contatos com a Coreia do Norte. Especialistas temem que o surto possa piorar, já que o país tem uma população empobrecida e não vacinada que está sem cuidados hospitalares e luta para pagar até mesmo remédios simples.

"Os norte-coreanos sabem que muitas pessoas no mundo morreram de covid, então eles temem que alguns deles também possam morrer", disse Kang Mi-jin, desertora que falou por telefone com moradores de Hyesan.

Desde que admitiu o primeiro surto de covid-19, há uma semana, a Coreia do Norte luta para lidar com uma crescente crise de saúde que intensificou o medo de um vírus que anteriormente o governo alegava ter mantido sob controle.

PRECARIEDADE. A resposta à pandemia no país parece focada no isolamento de pacientes suspeitos. Isso pode ser tudo o que o governo realmente consegue fazer, pois não há vacinas, antivirais, UTIs e outros recursos médicos.

As autoridades norte-coreanas disseram ontem que "uma febre que se espalha rapidamente" matou 63 pessoas e deixou 2 milhões doentes desde o fim de abril. Cerca de 740 mil pessoas permanecem em quarentena. O número total de casos confirmados era de 168, no início da semana, apesar do aumento dos casos relatados como febre. Especialistas creem que a escala do surto é subnotificada para evitar manifestações que prejudiquem a liderança de Kim.

Enquanto isso, a TV estatal transmite propagandas aconselhando os cidadãos a procurarem consulta médica caso tenham sintomas. Também informam quais medicamentos tomar, incluindo remédios caseiros, como chá com mel. Desde o dia 12, estão proibidas viagens entre as regiões na Coreia do Norte.

(Com AP)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;