Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Para Guedes, pode haver surpresas positivas ao longo do ano para puxar atividade



19/05/2022 | 15:47


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira, 19, que surpresas positivas ao longo do de 2022 podem impulsionar o crescimento econômico, estimado em 1,5% pela Secretaria de Política Econômica (SPE). Como antecipou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o governo manteria inalterada a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo Guedes, os dados sobre o nível de atividade confirmam as expectativas do governo de que o Brasil continua em recuperação. "As previsões de crescimento do mercado estão sendo revistas e convergindo para a nossa expectativa de 1,5%. Ainda acho que podemos ter surpresas positivas ao longo do ano", disse.

O ministro também afirmou que o desempenho fiscal do País é forte e melhor do que o registrado pelos demais países. "O Brasil está com desempenho fiscal muito forte e melhor do que todos os países lá de fora. A Federação brasileira se recupera, todos juntos", comentou.

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Pedro Calhman, afirmou que a expansão do setor de serviços reforça as apostas do governo de que o PIB terá um crescimento de 1,5% em 2022.

Segundo ele, os investimentos também devem impulsionar a geração de riquezas no país. "O crescimento do setor de serviços é um dos fatores que impulsionam crescimento econômico. Os investimentos também impulsionam o crescimento", disse.

O Boletim MacroFiscal informou que a retomada da atividade no setor de serviços tem possibilitado a ampliação dos postos de trabalho, proporcionando tempestiva redução da taxa de desemprego.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;