Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Governo fará 3ª tentativa de vender edifício que abrigou Rádio Nacional



19/05/2022 | 14:12


O governo vai tentar mais uma vez vender o icônico edifício "A Noite", na Praça Mauá, no Rio de Janeiro (RJ). Segundo o Ministério da Economia, o prédio que já abrigou a Rádio Nacional vai a leilão no próximo dia 14 de julho,por R$ 38,5 milhões.

Esta é a terceira tentativa de venda do edifício. A última foi em junho de 2021, quando o leilão não atraiu investidores ao estipular o preço de R$ 73,5 milhões. Na primeira tentativa, o preço era de R$ 93 milhões.

O prédio está abandonado e precisando de reformas relevantes e urgentes. Inaugurado em 1929, o prédio histórico foi o primeiro arranha-céu da América Latina.

O título de "A Noite" é uma referência ao jornal homônimo sediado no local até 1957. O edifício também abrigou o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e consulados.

Atualmente, o prédio está sem uso pela União, embora custe mais de R$ 2 milhões, por ano, aos cofres públicos, valor que é utilizado com manutenção de elevadores, segurança, brigadistas e taxas de concessionárias.

O edifício está sendo vendido por meio da Proposta de Aquisição de Imóveis (PAI), instrumento que permite que pessoas físicas ou jurídicas apresentem ofertas de compra de imóveis da União. O proponente que enviou a PAI terá direito de preferência na data da concorrência pública, mas qualquer pessoa, física ou jurídica, pode participar.

O prédio tem estilo Art Déco e 22 andares, com 102 metros de altura e área construída de 29.377,82 metros quadrados. Em 2013 foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), compreendendo a fachada e elementos arquitetônicos, como a escadaria em caracol, o que vai requerer uma despesa maior do comprador.

"A empresa vencedora terá a obrigação de revitalizar toda a parte tombada de prédio. A alienação do imóvel busca a eficiência na gestão dos ativos do Governo Federal, gerando investimento e contribuindo para o desenvolvimento da região portuária da cidade do Rio de Janeiro", informa a secretária de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, Fabiana Rodopoulos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;