Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cras e entidades sociais promovem caminhada contra o abuso sexual infantil

Helber Aggio/PSA Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atividade, realizada no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil, contou com a participação de agentes de saúde e conselheiros tutelares de Santo André


Da Redação

19/05/2022 | 10:09


Santo André, por meio dos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), em parceria com entidades sociais do município, realizou nesta quarta-feira (18) uma caminhada para conscientizar sobre a importância do combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes.

Além das crianças, a atividade contou com a participação de agentes de saúde e conselheiros tutelares. Durante a caminhada pelos bairros, as instituições utilizaram bexigas, apitos e materiais educativos sobre o tema e a divulgação do número para denúncias, o Disque 100.

"Esta sensibilização é muito importante para a cidade, principalmente neste momento de pandemia que atravessamos, onde percebemos um aumento muito significativo na incidência destas situações. Os munícipes necessitam deste conhecimento, e também precisam de orientações sobre denúncias e como é possível buscar a garantia de direitos das nossas crianças e adolescentes", destaca o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

A iniciativa organizada pelos Cras, em conjunto com as entidades sociais que realizam os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos no município, contou com aproximadamente 450 crianças e adolescentes e suas famílias, além de moradores dos territórios de abrangência dos serviços que se uniram a esta causa.

Os percursos foram organizados nos territórios de abrangência dos Cras, que realizaram uma atividade lúdica com as famílias, de chamada ao compromisso com a denúncia e enfrentamento desta violência.

O objetivo principal foi dar voz às crianças e adolescentes, protagonizando o direito a uma infância e crescimento sem violências. Com barulho de apitos e distribuição de frases estimulando a denúncia no Disque 100, os participantes mostraram que é possível fazer a diferença e prevenir violências em geral.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil - A data, comemorada em 18 de maio, foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos que foi drogada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;